27/6/2019 a 26/7/2019 Exposição de pintura "a[pu]d silentium"

na Biblioteca Camões

@ 25-6-2019 11:31:00


Por Anabela Canas 
Inauguração: dia 27 junho às 19h 
na Biblioteca Palácio Galveias

Porque é disso que tratam os anjos.
Ao sétimo dia, a fantasia. Quando Deus descansou e abençoou o homem inventou.
Como uma viagem em torno dos anjos. Porque os anjos são terríveis, mas não temíveis. São jovens, amadurecem. Podem até cair de morrer e podem até morrer, se caídos e informes em cada por dizer.
O que pode uma mancha de sombra, à luz de uma memória cheia? É a vida das formas, irremediável crescendo. A fantasia que é pura e que nunca a realidade desmente. Que nunca se apanha em falso, que nunca mente. Há a palavra, e depois os anjos. Vindos e vindouros.
A alquimia do tempo, dos tempos. Os que, diferentes, se entrançam numa só forma de um todo.

Da insubordinada memória de resistentes seres inexistentes, se faz em futuro a recordação. Ou talvez não. Fotogramas em fuga de um cinema mudo, impressões digitais. Retorno.
Pode a pintura fugir à figuração | salvação? Ou como fugir dos olhos a elaboração. De fantásticos seres de manchas abstratas de paredes em decomposição? Um tempo a esboroar e um reconstruir em ficção. O conhecido, inventado, nos resíduos do lugar, do dia sempre a acabar. Figuras que se ocupam a habitar, antes mesmo de se fazer notar. E escapam quando podem. Visíveis. A limites, invisíveis.

Do jovem tempo enquanto anjo. Ida e volta. Do jovem tempo, enquanto anjo e terrível. A voragem. Depois. (Porque do silêncio não rezam os anjos).
Apud silemtium, por entre o silêncio e sem ferir. E até ao silêncio.

Entrada livre.

@ 25-6-2019 11:31:00

Galeria de fotos