16/5/2015 a 16/5/2015 SÍLVIA

DE A. R. GURNEY

Gonçalo e Catarina entraram numa fase nova das suas vidas. Os filhos foram para a universidade e o casal mudou-se para Lisboa. Mas Gonçalo não está feliz. Odeia o seu trabalho e precisa de algo mais na sua vida. Até ao dia em que encontra Sílvia.
Sílvia é jovem, linda, divertida, e sente um amor à primeira vista por Gonçalo. A ligação entre os dois é tão forte que Gonçalo decide levar Sílvia para casa, o que não agrada de todo Catarina. É que Sílvia deixa pelo no sofá. Bebe água da sanita. É inconveniente para as visitas. E ladra.
Sílvia é uma cadela abandonada, que se torna uma obsessão para Gonçalo que encontra nela uma razão para olhar a vida de outra maneira. Mas Catarina acha que a cadela é apenas um escape para uma crise de meia- -idade. O que não deixa de lhe fazer ciúmes. Uma rival na sua relação com o marido. Para qualquer lado que se volte, qualquer conversa que tenha, para onde quer que olhe só existe uma coisa: Sílvia. A cadela.

@ 6-5-2015 16:39:36

SÍLVIA

SÍLVIA

TEATRO

16.sábado | 21h30

Grande Auditório

12 euros | 6 euros (Cartão Quadrilátero Cultural)

M/12 . 120 m

@ 6-5-2015 16:39:36