"Amar as Diferenças" de Michelangelo Pistoletto e Marco Martins a partir de 30 de Janeiro em Lisboa

Inaugura no próximo dia 30 de Janeiro de 2014 no espaço BES Arte & Finança, em Lisboa, a exposição que junta o artista italiano Michelangelo Pistoletto e o realizador português Marco Martins, intitulada “Amar as diferenças”.

cardapio.pt @ 21-1-2014 11:59:37

O projecto, com curadoria do Centro de Criação de Teatro e Artes de Rua, é fruto de uma parceria entre o cineasta Marco Martins e o artista Michelangelo Pistoletto em que a particularidade é a multidisciplinaridade, sendo aqui apresentado pela primeira vez como instalação entre o cinema e as artes plásticas.


Em diálogo estarão obras de Michelangelo Pistoletto apresentadas em importantes museus internacionais e o filme criado por Marco Martins que já esteve em exibição no Museu do Louvre, DOC Lisboa e Festival Internacional de Cinema de Roma, a que se juntará, no próximo dia 26, a mais importante feira de arte contemporânea de Itália, Arte Fiera, em Bolonha. Pela primeira vez o filme é apresentado em forma de instalação vídeo, em 12 diferentes ecrãs.


Desenvolver o tema do equilíbrio das diferenças como condição para uma verdadeira pacificação foi o mote que originou a criação das instalações que o consagrado artista italiano traz até Lisboa, nas quais o espelho funciona como um fenómeno reflexivo do pensamento. Entre elas encontram-se as instalações “Love difference, Mediterranean Sea” – espelho dos povos – e “Cubic Meter of Infinity” – espelho do próprio pensamento -, as quais podem ser vistas no BES Arte & Finança até 17 de abril.


“Vinte e um – O dia em que o mundo não acabou” é o título do filme que também pode ser visto nesta exposição e que teve estreia mundial no Museu do Louvre, em Paris, em maio de 2013. Criado pelo realizador português em parceria com Pistoletto e produzido pelo Centro de Criação para o Teatro e Artes de Rua com o BES e a Fundação Gulbenkian, a narrativa deste documentário ficcional, dividido em 12 partes, desenrola-se durante as 24 horas do dia 21 de dezembro de 2012, o dia mais curto do ano no hemisfério norte e que, segundo a civilização Maia, seria o último dia na Terra.


A ideia para fazer este filme surgiu em 2012 quando o artista italiano veio a Portugal apresentar uma exposição que incluía a obra “Love Difference” e a instalação “Terzo Paradizo” (Terceiro Paraíso) , tema que acabou por servir de guião ao vídeo. Entre as 12 personagens reais que dão vida a este filme encontram-se o escritor Gonçalo M. Tavares, o músico David Santos (Noiserv) e o astrofísico Pedro Gil Ferreira.


Como explica Renzo Barsotti, do Centro de Criação de Teatro e Artes de Rua, “este filme pretende marcar a celebração de uma espécie de re-birth day, lançando um olhar sobre as grandes questões do homem contemporâneo através dos simples rituais quotidianos da vida comum”.


A exposição, que conta com o apoio da Fundação Calouste Gulbenkian, estará patente ao público de segunda a sexta, das 9h às 19h, até ao dia 17 de Abril.


Sobre os artistas


Michelangelo Pistoletto é um artista contemporâneo italiano, conhecido como um dos mais proeminentes representantes da ‘Arte Povera’. O seu trabalho aborda sobretudo questões relacionadas com a reflexão e a unificação entre a arte e a vida quotidiana, através de meios de expressão como a escultura, a pintura, a instalação e a performance. Em 2003 recebeu o Leão de Ouro pela sua carreira na Bienal de Veneza.


Natural de Lisboa, onde nasceu em 1972, Marco Martins é um cineasta e encenador português que ganhou projecção em 2006, quando recebeu o prémio Regards Jeunes da quinzena de realizadores do Festival de Cannes pelo filme “Alice”. Desde então dirigiu várias longa-metragens e peças de teatro, além da participação noutros projectos artísticos e culturais.

cardapio.pt @ 21-1-2014 11:59:37


Clique aqui para ver mais sobre: Exposições