21/8/2016 a 21/8/2016 Domingos em Família no Castelo de S. Jorge: Século XVI - Tempo de Mulheres - Mulheres do Seu tempo

Muitas foram as mulheres que, com o seu saber, a sua cultura e o seu requinte, moldaram de forma indelével os tempos em que viveram. E contudo, quantas viram os seus méritos reconhecidos e a sua lembrança perpetuada? Um tema para descobrir e aprofundar no próximo dia 21 de agosto de 2016, nos Domingos em Família do Castelo de São Jorge. 

cardapio.pt @ 1-8-2016 11:50:00

No auge da Expansão afirmou-se o talento. Talento para escrever e para representar, talento para pintar, compor e dançar. Talento, enfim, para criar.

Mulheres que, como a Infanta D. Maria, Luisa Sigea, Paula Vicente, e Públia Hortênsia de Castro ousaram afirmar o seu talento. Mulheres que contribuíram para que as letras lusas se afirmassem à altura justa do seu merecimento.

A Infanta D. Maria, de quem os mais sábios mestres da universidade de Coimbra afirmaram ser o mais alto ornamento das letras, era filha do rei D. Manuel e de sua terceira mulher, D. Leonor, irmã de Carlos V. D. Maria era dotada de rara inteligência e de excelente memória. Entre os seus professores, distinguiram-se a sua aia Luísa Sigeia, doutíssima senhora, natural de Toledo, que lhe ensinou letras humanas e a língua latina; sua irmã Ângela Sigeia com quem aprendeu a tocar vários instrumentos. D. Maria, pelas amplíssimas heranças que lhe deixaram seu pai e sua mãe, foi a princesa mais rica que houve no seu tempo, na Europa.

Luísa Sigeia, figura de primeiro plano da corte lusa, que dirigiu ao papa uma epístola em cinco línguas antigas a acompanhar o seu célebre poema “Sintra”…

Paula Vicente, filha de Gil Vicente, de quem editou as obras, sendo ela também autora e melómana… Públia Hortênsia de Castro, que se pensa ter sido a primeira doutora portuguesa após ter frequentado a universidade disfarçada de homem, tendo depois sustentado teses de filosofia moral.

As Danças – Estão em voga as Pavanas e Galhardas, as Spanholetas e as Cascardas. Danças de pares e de trios com complexas coreografias, sabiamente descritas nos tratados de T. Arbeau, e de Fabrizio Caroso, I.ª ed. 1590.


INFORMAÇÕES

Data: 21 de agosto de 2016

Local: Castelo de São Jorge, Lisboa

Horário: 11h00

Preços: Normal: 8,50 Euros | Estudantes < 25 anos: 5,00 Euros | Família (2 Adultos e 2 crianças < 18 anos) 20 Euros

Mais informações: http://castelodesaojorge.pt/

cardapio.pt @ 1-8-2016 11:50:00