Quinta da Alorna destaca qualidade dos vinhos tintos nas vindimas de 2019

A vindima de 2019 na Quinta da Alorna revela um balanço muito positivo, destacando-se o aumento de 15% na colheita total de uva, em relação ao ano anterior e a elevada qualidade dos vinhos, sobretudo dos vinhos tintos.

cardapio.pt @ 4-11-2019 11:57:00

Os meses que antecederam o início da vindima na Quinta da Alorna apresentaram características excelentes para o bom desenvolvimento da maturação das uvas, com temperaturas não muito altas durante o dia, a não ultrapassar os 30-35ºC, e noites frias.

As condições climáticas mantiveram-se assim até ao final de agosto, altura em que já estava finalizada a vindima praticamente de todas as castas brancas (com exceção do Moscatel) e já se tinha iniciado a vindima das uvas tintas, não se notando o efeito negativo do calor extremo que se fez sentir a partir daí e que se prolongou durante alguns dias de setembro. A evolução da maturação foi, por isso, excelente, especialmente nas castas tintas.

De acordo com a enóloga Martta Reis Simões, que assina os vinhos Quinta da Alorna, “as uvas evoluíram para uma maturação excelente. Os vinhos brancos estão ótimos, mas este ano há que realçar a qualidade acrescida dos vinhos tintos. As cores estão lindas, com muito boa intensidade corante, a acidez que as uvas continham ao chegar à adega era brilhante e os taninos são maduros, o que originou vinhos muito frescos e com um equilíbrio singular”.

Com uma combinação entre a ação e a sabedoria humana e a mais moderna tecnologia, a vindima e os processos de vinificação refletem a grande aposta da Quinta da Alorna na inovação e modernização, com a constante aplicação de novas técnicas e diversificação do portefólio de propostas.

cardapio.pt @ 4-11-2019 11:57:00


Clique aqui para ver mais sobre: Notícias sobre Vinhos e Gourmet