10/3/2017 a 11/3/2017 I FCT 2017 - 1º Festival de Balleteatro no Teatro Helena Sá e Costa

O Teatro Helena Sá e Costa, no Porto, recebe nos dias 10 e 11 de março de 2017, o primeiro festival do Balleteatro, em 2017, dedicado à dança e ao teatro, com os espetáculos “Estro in Watts”, com encenação de Gonçalo Amorim e “Angels” com coreografia de Flávio Rodrigues e Joana Castro.

cardapio.pt @ 8-3-2017 11:44:48

Em "I FCT 2017" apresentam-se em palco os alunos do 2º ano de teatro e dança do Balleteatro.

Estro in Watts


Estro in Watts - Gonçalo Amorim

Estro in Watts - Gonçalo Amorim

Estro in Watts devolve à poesia ligada à música rock de 1955 a 1980 o estatuto de cancioneiro popular; À imagem da Ilíada e da Odisseia, que se sabe que foram "colectâneas" de histórias que se iam contando nas praças (histórias de guerras, política, amores e desamores) na poesia da idade do rock também se encontra o contar da vida, da morte, da guerra, da cidade, dos amores e desamores, da solidão, das selvas de cimento, dos "excedentários", da working-class.

Com Estro in Watts ocuparemos essa praça (que ainda é nossa) de todas as manifestações, exclusões e ausências, através da batida trágica que já vem de há milhares de anos atrás, mas que continua a ser cantada por aqueles que não vão desistindo!
Gonçalo Amorim

Texto: ESTRO IN WATTS poesia da idade do rock a partir da antologia de João de Menezes-Ferreira
Direcção, espaço cénico e luz – Gonçalo Amorim
Interpretação – Ana Carolina Terra, Ana Raquel Lages, Bárbara Costa, Bárbara Marques, Bruna Rocha, Cláudia Alves, Daniela Cerqueira, Diana Rodrigues, Eduardo Gomes, Filipa Domingues, Filipa Lima, Filipa Monteiro, Filipe Correia, Hugo Gomes, Inês Pereira, Inês Pinho, Isabela Santos, Joana Cruz, José Pedro Oliveira, Leonor Lopes, Maria Francisca Loures, Matilde Rodrigues, Miguel Silva, Nuno Lacerda, Tomás Eira (alunos do 2º ano do curso de teatro do balleteatro escola profissional)
Duração - 60’ (sem intervalo)

Angels


Angels - Flávio Rodrigues e Joana Castro

Angels - Flávio Rodrigues e Joana Castro

“O homem está condenado a ser livre, pois lançado no mundo é responsável por tudo o que faz.
Jean-Paul Sartre

Se a dança fosse uma figura seria a de um anjo, não no sentido concreto, mas referimo-nos à sua densidade, por conter múltiplos significados e pela inexistência de género. Partimos do princípio que a dança é um ponto cru, nu, vazio, vago e nuclear. Interessa-nos compor propostas coreográficas: danças que exijam uma reflexão sobre a estética da própria dança. A dança em si e por si. É importante não confundir com fluidez e a recusa à não significação do material, mas simplesmente encontrar uma resposta, deixá-la surgir e agarrá-la sem medo. A dança é um recomeço, uma reconstrução, um novo império. Acreditamos que as metáforas aqui funcionam como soluções para permitir a liberdade. Afinal os anjos voam. 

Coreografia – Flávio Rodrigues e Joana castro
Interpretação – Ana Cláudia Fernandes, Ana Barros, Ana Ramos Oliveira, Ana Rita Ribeiro, Ana Sofia Pinto, António Sousa, Daniela Miranda, Diana Carvalho, Hélder Mendonça, Hugo Coelho, Joana Gonçalves, Maria Inês Rego, Marta Silva, Nina Barbosa, Rafael Pinto, Sigrid Vieira, Tomás Queirós, Vicente Branco (alunos do 2º ano do curso de dança do balleteatro escola profissional)
Duração - 45’ (sem intervalo)

Informações

Datas: 10 e 11 de março de 2017

Local: Teatro Helena Sá e Costa, Porto

Horários: Sexta – 21h30 | Sábado – 16h00 e 21h30

Preço: 3,50 a 5 Euros

cardapio.pt @ 8-3-2017 11:44:48