Cabeceiras de Basto lança concurso para a criação do Doce Cabeceirense

A Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto lança a 11 de janeiro de 2019 o Concurso para a criação de um Doce Cabeceirense. Deverá ser um doce ou bolo, concebido com ingredientes locais de modo a incentivar a inovação das pastelarias cabeceirenses. 

cardapio.pt @ 8-1-2019 13:42:00

A apresentação será feita pelo Presidente da Câmara, Francisco Alves, e está agendada para as 11h00, na Casa do Tempo. Além dos representantes da Autarquia, contará com a presença de Helena Chaves, Diretora do Centro de Emprego do Médio Ave, assim como das 20 formandas do Curso de Pastelaria Conventual* que terminou no passado mês de dezembro. O regulamento do Concurso será apresentado na sessão.

As inscrições decorrem até 28 de fevereiro. Durante os meses de março e abril será desenvolvido o produto e no dia 18 de maio o júri fará a avaliação das propostas a concurso.

Esta iniciativa da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto surge no âmbito do programa Mosteiro de Emoções e pretende reforçar e valorizar o que se fazia no núcleo familiar, principalmente pelos avós. Pretende-se, igualmente, incentivar a inovação das pastelarias cabeceirenses bem como sensibilizar os agentes económicos e a população para a importância estratégica dos produtos endógenos, em especial, o mel, as ervas aromáticas, o vinho verde, o leite, as frutas, designadamente o codorno e outros produtos endógenos, no contexto do desenvolvimento do território de Cabeceiras de Basto.

O concurso pretende aliar a memória de uma alimentação de afetos ao uso dos produtos da terra e da tecnologia, reforçando e valorizando o que se fazia no núcleo familiar: incentivar a inovação na pastelaria cabeceirense; sensibilizar os agentes económicos e a população em geral para a importância estratégica dos produtos endógenos, em especial o mel de Basto, as ervas aromáticas, o vinho verde da região de Basto (Cabeceiras de Basto), o leite, as frutas da região e seus derivados, no contexto do desenvolvimento do território de Cabeceiras de Basto; e incentivar a inovação e o empreendedorismo individual ou coletivo, visando o aproveitamento desses produtos para a criação original de um doce ou bolo de matriz local.

cardapio.pt @ 8-1-2019 13:42:00