16/12/2020 a 16/12/2020 A guitarra de Fábio Zanon no Museu do Oriente

O estilo deste artista, que explora ao limite o potencial expressivo da guitarra, bem como a sua diversificada actividade como regente, camarista, professor, escritor, organizador e comunicador, têm contribuído para ampliar a percepção da guitarra no cenário da música clássica.

cardapio.pt @ 3-12-2020 19:24:07


Como solista, já se apresentou em mais de 50 países e continua a participar regularmente nos maiores festivais do mundo. O seu repertório inclui mais de 40 concertos com orquestra, muitos deles em estreia mundial, e virtualmente todo o repertório de câmara. Gravou, com a Orquestra Sinfónica do Estado de São Paulo, o concerto de Francis Hime, nomeado para o Grammy Latino, e o Concierto de Aranjuez, que aguarda lançamento

Fábio Zanon mantém uma longa parceria com o flautista Marcelo Barboza, mas tem também tocado com músicos tão diversos como os violinistas Emmanuele Baldini, Nicholas Koeckert e Daishin Kashimoto, o oboísta Christian Wetzel, o violonista Yamandu Costa, e cantores de todos os estilos como Rodrigo del Pozo, Ney Matogrosso e Maria Mulata.

Reconhecido também como maestro é, possivelmente o único violonista que regularmente se apresenta na qualidade de solista/regente.

Fábio Zanon iniciou os estudos no Brasil, mas mudou-se para Londres em 1990, onde estudou na Royal Academy of Music com Michael Lewin, e participou das masterclasses de Julian Bream e John Williams. Terminou o Mestrado na Universidade de Londres.

Em 1996, venceu dois dos maiores concursos internacionais de guitarra: o Certamen Francisco Tarrega, em Espanha, e o Concurso Internacional da Guitar Foundation of America (GFA).

Foi eleito Fellow da Royal Academy of Music, um título reservado a antigos alunos de excepcional destaque como Sir Simon Rattle, Sir Harrison Birtwistle e Dame Evelyn Glennie. É Visiting Professor da Royal Academy of Music, desde 2009, e participa como professor no Master Guitarra Alicante (Espanha), no Festival de Estoril Lisboa e foi professor residente no Conservatório Real de Estocolmo, em 2008. Tem ministrado cursos e masterclasses nos maiores festivais e conservatórios de todo o mundo. Desde 2014, é coordenador artístico e pedagógico do Festival de Inverno de Campos do Jordão, um festival brasileiro de música erudita, onde supervisiona as actividades de centenas de alunos orquestrais.

Fábio Zanon é ainda autor do livro “Folha Explica: Villa-Lobos”, uma análise à vida e obra de Heitor Villa-Lobos, o maior expoente da música do modernismo brasileiro.

O Museu do Oriente cumpre todos os requisitos de higiene e limpeza para prevenção e controlo da COVID-19, tendo recebido o Selo Clean & Safe para Museus, Palácios, Monumentos e Sítios Arqueológicos, atribuído pelo Turismo de Portugal em articulação com o Ministério da Cultura, às entidades que cumprem as recomendações da Direcção-Geral da Saúde.

Concerto de Fábio Zanon

46º Festival Estoril Lisboa

Data: 15 de dezembro de 2020

Horário: 19.00

Local: Auditório do Museu do Oriente

Preço: 15 € (desconto de 50% para menores de 25 anos e maiores de 65)

Duração: 75’ sem intervalo

M/ 6 anos

Produção: Festival Estoril Lisboa

cardapio.pt @ 3-12-2020 19:24:07


Clique aqui para ver mais sobre: Música