5/11/2016 a 20/11/2016 20ª Mostra de Teatro de Almada continua com estreias até 20 de novembro

Seis estreias marcam a programação da segunda semana da 20ª Mostra de Teatro de Almada (MTA). Dia 11 de novembro, sexta, a Lagarto Amarelo leva à cena “Três máscaras” de José Régio, numa encenação de João Ferrador e interpretação de Cláudia Negrão, Tomás Curveira e Ruben Dias. 

cardapio.pt @ 8-11-2016 11:30:24

A OTA - Oficina de Teatro de Almada apresenta “Abrigo? Pois…” a partir de textos de Mário-Henrique Leiria, David Lodge, Anton Tchekov, entre outros autores, com encenação e interpretação de Fernando Rebelo e Isabel Leitão. Sábado, dia 12, O Outro Lado traz ao palco “A Dúvida”, uma encenação de Fátima Borges da peça de John Patrick Shanley que nos situa no Bairro de Bronx de Nova York, em 1964. Domingo, dia 13, Sandra Hung interpreta um novo espetáculo de Artes e Engenhos “A melodia áspera de um deserto”, inédito coletivo com encenação de Tiago Vieira, o Ninho de Víboras estreia “Inauguração” de Václav Havel, encenado por Cristina Gonçalves e interpretado pela própria, Joaquim Pedroso e Paulo Diegues. Para quem ainda não viu, no dia 12, os Actos Urbanos, uma produção de Teatro de Areia de O Mundo do Espectáculo mostram o seu mais recente espetáculo, “A arte da fuga”, uma criação coletiva com direção de Joana Sabala e conceção dramatúrgica de Sarah Adamopoulos. No dia 13, o Grupo de Teatro da USALMA, Universidade Sénior de Almada apresenta uma comédia que nos remete para a década de 20, em Lisboa, “A Srª. Ministra” de Eduardo Shwallbach Lucci, numa adaptação e encenação de Ana Maré. Ao logo da semana há, também, espetáculos para os mais novos. A 9 de novembro, “Reverso” pelas Produções Acidentais, uma criação da atriz Luzia Paramés e do músico Sandro Esperança que recorre à poesia de Alexandre Dale, autor duplamente galardoado com o Prémio Literário Cidade de Almada. Dias 10, 11 e 12, Marina Nabais Dança, Associação Cultural estreia “Corpo – Mapa – Livro”, uma peça que desarruma a Biblioteca e convoca à leitura através do movimento. No dia 13, o Cénico da Incrível propõe divertir a assistência com “Carlos, o coelho maldisposto”, uma peça com um vasto elenco, da autoria de Alberto Oliveira e Eugénia Conceição. A organização promove, ainda, espaços de encontro e partilha entre artistas e público com entrada gratuita. Sábado, 12 de novembro, há concerto de estreia de Vem Veneno, uma banda formada por jovens músicos de Almada. Domingo, dia 13, há debate sobre o tema das novas linguagens nas artes performativa com a participação dos criadores João Garcia Miguel, John Romão, Miguel Moreira, Alexandre Pieroni Calado e Martim Pedroso. A Mostra de Teatro de Almada (MTA), organização conjunta da Câmara Municipal de Almada e Grupos de Teatro, continua até 20 de Novembro em diversas salas do concelho, com um programa que inclui mais estreias e o lançamento do livro “A Cidade do Teatro”, uma iniciativa do Ninho de Víboras para celebrar o 20º aniversário deste evento, com textos de Sarah Adamopoulos, Nuno Bernardo, Isabel Mões, António Vitorino e Xico Braga, fotografias de Vítor Cid e ilustrações de Rui Silvares, Luís Miranda, Ângela Luzia e João Lima.

Até ao final desta edição comemorativa, o público da Mostra poderá ainda assistir aos espetáculos de NNT – Novo Núcleo de Teatro, O Grito, Teatro ABC.PI, Alpha Teatro, Crème de la Crème, Teatro & Teatro, Artes e Engenhos, GITT, Grupo de Teatro da Academia Almadense, Teatro na Gandaia e Teatro Extremo.

cardapio.pt @ 8-11-2016 11:30:24