30/6/2018 a 1/7/2018 4.ª edição do Open House Porto

Depois do enorme sucesso das três primeiras edições, com 11 000 visitas realizadas em 2015, 30 000 em 2016 e 25 000 no ano passado, a quarta edição do Open House Porto vai abrir novamente as portas a um vasto conjunto de espaços do Porto, Gaia e Matosinhos nos dias 30 de junho e 1 de julho.

cardapio.pt @ 27-6-2018 15:50:50

Para esta edição está previsto um roteiro com 65 espaços, mais 5 do que na edição anterior. 70 por cento dos espaços são inéditos nesta edição, apenas 30 por cento se repetem de edições anteriores.

Organizada e produzida em exclusivo pela Casa da Arquitectura (CA) - Centro Português de Arquitectura, a edição 2018 do Open House é comissariada pelos arquitetos Inês Moreira e João Paulo Rapagão, cujo roteiro “oferece uma oportunidade única para se descobrir e usufruir de locais singulares, novos ou antigos, prostrados no tempo, recuperados ou reconstruídos”.

Segundo Nuno Sampaio, diretor-executivo da Casa da Arquitectura, o Open House Porto é "o único em todo o mundo a ser feito em três cidades”. Este ano, vinca, é ainda mais "especial" por ser "o primeiro com a Casa da Arquitectura construída", sendo que esta acabou por servir de matriz ao Open House deste ano, "porque encaixa no mote do Porto industrial e do trabalho”.

Contando com a parceria estratégica das Câmaras Municipais do Porto, Gaia e Matosinhos, o Open House Porto pretende continuar a afirmar-se como um dos momentos culturais mais significativos do ano. Para que cada edição possa ser original e irrepetível, o foco curatorial desta edição “centra-se em arquiteturas de utilização industrial e naquelas de sustentação das suas atividades”, “numa demonstração clara de que as cidades que herdámos souberam assimilar e conciliar a indústria com os diversos usos que as estimulam e mobilizam”, referem os comissários.

Segundo Inês Moreira e João Paulo Rapagão, “a indústria gerou e operou mutações profundas” nas três cidades “em terrenos diversos associados ao rio e aos transportes, à energia e às infraestruturas civis, gerando também os vazios que se transformaram em novas oportunidades urbanas”. Nestes dois dias, “convidam-se TODOS a utilizar e explorar esta grande engrenagem que é a cidade, máquina considerada por muitos o maior invento produzido pelo Homem e pelo Tempo”.

À semelhança da edição anterior, decorrerá também em alguns espaços do roteiro um conjunto de ações paralelas denominadas “Programa Caleidoscópio”. Este programa tem por objetivo apresentar outras perspetivas de exploração e ocupação dos espaços, voltando a apostar na dinamização de atividades e visitas que pretendem valorizar a acessibilidade, a inclusão, as crianças e famílias, assim como os cruzamentos interdisciplinares com outras artes.

Clique aqui para conhecer todos os espaços e o programa da 4.ª edição do Open House Porto.


Como funciona o Open House Porto

O público é convidado a criar um itinerário de visitas durante o fim de semana. Os espaços têm diferentes horários de abertura e existem três tipos de visita: livre, acompanhada por voluntários e comentada por especialistas.

A maioria dos espaços não exige reserva pelo que as visitas são organizadas por ordem de chegada. Contudo, pelas suas características, alguns locais exigem pré-marcação.

O evento conta com uma vasta equipa de voluntários presente em cada local para informar, aconselhar e acompanhar as visitas.

Em cada espaço serão entregues o guia e o mapa do Open House Porto.


Informações

Datas: 30 de junho e 1 de julho de 2018

Local: Porto, Gaia, Matosinhos

Mais informações: 2018.openhouseporto.com

cardapio.pt @ 27-6-2018 15:50:50


Clique aqui para ver mais sobre: Arquitectura e Design