Fundação Amélia de Mello assinala início das comemorações dos 150 anos do nascimento de Alfredo da Silva

A Fundação Amélia de Mello (FAM) deu início esta quarta-feira, 1 de julho, ao programa de comemorações dos 150 anos do nascimento de Alfredo da Silva, que vai decorrer durante um ano e envolve várias iniciativas essencialmente ligadas à investigação, educação e cultura.

cardapio.pt @ 1-7-2020 18:09:32

Cerimónia de arranque das comemorações dos 150 anos do nascimento de Alfredo da Silva

Cerimónia de arranque das comemorações dos 150 anos do nascimento de Alfredo da Silva

A cerimónia que marcou o arranque das comemorações decorreu na Associação Industrial Portuguesa, em Lisboa, com um número reduzido de convidados, devido à situação de pandemia, e contou com a presença do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

Vasco de Mello, presidente da FAM, deu início às cerimónias e ressalvou tratar-se de “um momento de grande importância na divulgação e reconhecimento histórico da vida e do legado empresarial de Alfredo da Silva, criador do Grupo CUF, e exemplo muito marcante de empreendedorismo, exigência e ambição, que tem hoje continuidade nos projetos empresariais dos seus sucessores.”

No decurso da cerimónia, a FAM assinou dois protocolos, com o Ministério de Educação e com a Associação dos Estabelecimentos de Ensino Particular e Cooperativo, relativo a um concurso dirigido às escolas e aos estudantes do ensino básico, secundário e profissional, que conta com o Alto Patrocínio do Presidente da República.

Para participarem no concurso, que vai decorrer no ano letivo de 2020/2021, os alunos deverão desenvolver trabalhos sobre a personalidade de um dos maiores industriais e empresários portugueses do seu tempo, sobre as suas iniciativas e empreendimentos, e sobre o seu contributo para o desenvolvimento económico e social de Portugal.

A FAM vai lançar também, ainda este ano, uma outra iniciativa denominada Prémios Alfredo da Silva, no montante de 25 mil euros cada, para distinguir e apoiar a realização de projetos de investigação científica avançada, cujos domínios envolvem os temas “Alfredo da Silva e o empreendedorismo”, “Inovação tecnológica, mobilidade e indústria” e “Sustentabilidade dos sistemas de saúde”. Esta iniciativa tem como destinatários investigadores das universidades e institutos politécnicos de Portugal.

O lançamento das comemorações dos 150 anos do nascimento de Alfredo da Silva foi igualmente marcado pela estreia de um documentário sobre a vida do industrial, pelo lançamento de uma nova biografia em formato digital e pelo lançamento do site alfredodasilva150anos.pt. O programa de comemorações compreende ainda a realização, até junho de 2021, de 13 conferências temáticas.


Sobre Alfredo da Silva

Nascido a 30 de junho de 1871, em Lisboa, Alfredo da Silva foi o maior industrial português do século XX.

Em resultado do seu espírito visionário e empreendedor, teve um papel decisivo no desenvolvimento económico de Portugal.

Com a criação do Grupo CUF, contribuiu para a modernização e crescimento das indústrias química e têxtil, para o incremento dos transportes urbanos e marítimos e da reparação naval, para o crescimento da atividade bancária e para a melhoria da prestação de serviços na área da saúde, a par de uma vasta obra social.

Antes de terminar o Curso Superior de Comércio de Lisboa, em 1892, com média de 16,1 valores (a melhor do seu curso), já tinha voz ativa em importantes empresas, primeiro na Companhia Carris de Lisboa e, mais tarde, no Banco Lusitano.

Exigente e rigoroso, soube sempre rodear-se dos melhores gestores e técnicos, tendo feito do Grupo CUF o maior e mais diversificado grupo empresarial de Portugal, integrando mais de uma centena de empresas. A partir dos lemas “Mais e Melhor” e “O que o País não tem, a CUF cria”, a sua atividade estendeu-se à construção naval, têxteis, química, metalomecânica, minas, petróleos, tabaco, banca e seguros.

cardapio.pt @ 1-7-2020 18:09:32


Clique aqui para ver mais sobre: Exposições