Leituras no Mosteiro com "Cinderelas Ltd." e "Gente como nós"

Cinderelas Ltd. e Gente como nós são as obras escolhidas para a próxima sessão das Leituras no Mosteiro, aquela que é a última da “viagem” pelos textos da EURODRAM – rede informal que promove a tradução e circulação de textos dramáticos contemporâneos. Agendada para terça-feira, dia 18 de fevereiro, no Centro de Documentação do Teatro Nacional São João, localizado no Mosteiro de São Bento da Vitória, a iniciativa vai contar com a presença de Fernando Matos Oliveira, o novo coordenador do Comité Português da EURODRAM. 

cardapio.pt @ 14-2-2020 17:15:49

Entrelaçando as histórias de três mulheres de meia-idade, Cinderelas Ltd. parte da “promessa” generalizada feitas às “meninas” que, após superarem alguns obstáculos e dificuldades, irão encontrar um homem – o “Príncipe” – que será sinónimo de uma vida feliz e despreocupada. Questionando as consequências desta promessa, a peça embarca numa procura pelos traços de uma linguagem universal da “mulher” contemporânea. De nacionalidade búlgara, Zdrava Kamenova e Gergana Dimitrova são as autoras do texto, colaborando desde 2010 numa parceria da qual já resultaram várias obras.

Com assinatura de Gianina Cărbunariu – enfant terrible do teatro romeno, integrando uma geração formada após a queda de Nicolae Ceauşescu, em 1989 –, Gente como nós explora o conceito de whistleblowers, ou em português, denunciadores. Bons funcionários e preocupados com o seu desempenho, os whistleblowers decidem manifestar-se quando são confrontados com uma injustiça no seu local de trabalho. Sem agirem em benefício próprio, “esta gente como nós” é, após denunciar o sistema, muitas vezes “castigada” pela sociedade em vez de ser recompensada.

“Viagem” vai continuar com leituras itinerantes

Acompanhando a celebração do Centenário do Teatro São João, as Leituras no Mosteiro vão “fazer escala” em lugares identificados com a história da Casa, com a vida e a obra daqueles que a construíram, como o arquiteto Marques da Silva ou Diogo Macedo – um dos autores das esculturas que ornamentam a fachada. Entre março e julho, e passando por locais como o Centro Português de Fotografia, Fundação Instituto Arquiteto José Marques da Silva ou a Casa-Museu Teixeira Lopes, a atividade vai cruzar este eixo temático com a leitura de peças que foram apresentadas no palco do São João desde 1920.

O Centro de Documentação do TNSJ foi fundado no ano 2000. O espaço integra um Arquivo, um núcleo essencial para os investigadores dos campos cénicos e para a preservação de documentos como registos vídeos de espetáculos, textos de teatro, dossiês fotográficos ou materiais promocionais das peças do TNSJ. Localizado no Mosteiro de São Bento da Vitória, contempla ainda uma Biblioteca considerada a melhor em Portugal no que toca às artes performativas. Disponibiliza gratuitamente a consulta de cinco mil livros, além de compilar vídeos, filmes e documentários sobre teatro e dança, óperas dirigidas por encenadores relevante, e ficheiros de teatro radiofónico. O Centro de Documentação está aberto ao público de segunda a sexta-feira, entre as 14h30 e as 18h00.


Informações

Data: 18 de fvereiro de 2020

Local: Mosteiro de São Bento da Vitória, Porto

Horário: 21h00

Entrada livre

cardapio.pt @ 14-2-2020 17:15:49


Clique aqui para ver mais sobre: Notícias sobre Literatura e Livros