7/8/2018 a 11/8/2018 22º MEO Sudoeste com Hardwell e Marshmello

As primeiras confirmações para a edição de 2018 do MEO Sudoeste elevam desde já a fasquia para o grande evento que se aproxima, com duas presenças de peso no panorama da música de dança electrónica mundial: o holandês Hardwell, cujo regresso muito aguardado vem responder a um pedido insistente do público do festival da Zambujeira do Mar; e o irreverente incontornável do momento, o enigmático Marshmello para voltar a transformar a Herdade da Casa Branca numa imensa pista de dança.

cardapio.pt @ 14-12-2017 13:14:00

Para Marshmello a música tem de ser sempre mais importante do que o ego e a imagem do artista. E é por isso que esconde a cara só para dar todo o destaque àquilo que considera ser essencial: a música! Depois do sucesso de faixas tão contagiantes como “FiNd Me” e “BlocKs”, Marshmello também ganhou fama por fazer o remix do hit de Jack Ü com Justin Bieber, “Where Are Ü Now, ou por fazer remixes oficiais de outros grandes nomes da música como Avicii ou Ariana Grande. Editou o primeiro disco no início de 2016. “Joytime” entrou no top 100 geral do iTunes, liderou a secção de eletrónica da plataforma digital logo no dia do lançamento, e o single “Keep It Mello”, com o rapper Omar LinX, entrou para a lista de 50 virais do Spotify. Com uma alegria contagiante e uma energia que se sente no corpo de quem o ouve, Marshmello tem transformado qualquer palco numa verdadeira pista de dança. Foi isso que fez na última edição MEO Sudoeste. “Wolves” com Selena Gomez ou “Silence” com Khalid são hits que não deixam qualquer dúvida quanto à capacidade de Marshmello fazer o mesmo em 2018. A Herdade Casa Branca, na Zambujeira do Mar, espera por ele, dia 10 de agosto, no Palco MEO.


E 2018 é o ano de mais um regresso muito aguardado e também o mais pedido pelo público do MEO Sudoeste: Hardwell. Com apenas 6 anos já sabia tocar piano e outros instrumentos musicais. Lá em casa os pais ouviam artistas como James Brown e Michael Jackson, um estímulo decisivo para o pequeno Robert. Quando tinha 10 anos assistiu a um documentário sobre música de dança holandesa, que apresentava os DJs Tiësto, Armin van Buuren ou Ferry Corsten. Apesar da tenra idade, percebeu que estava ali o seu futuro e não demorou muito até começar a passar música em festas de amigos, apresentando-se como Hardwell.


Entre os 14 e os 18 anos começa o rodopio pela Holanda, atuando ao lado dos melhores DJs do país, quando ainda mal tinha idade para entrar nos próprios clubes. E o sucesso internacional chegou logo a seguir com singles tão explosivos como “Show Me Love vs. Be”, “Spaceman” ou “Cobra”. As portas do sucesso a nível mundial estavam escancaradas e desde aí Hardwell tem confirmado todas as expectativas. Já foi considerado por mais do que uma vez o melhor DJ do mundo pela revista DJ Mag e já incendiou pistas de dança nos cinco continentes.

Admirado pelos fãs, Hardwell é um exemplo de devoção e trabalho árduo em busca de um sonho. E por falar em sonho, os fãs do MEO Sudoeste pediram nas redes sociais e aí está ele: Hardwell regressa a Portugal em 2018, para atuar no Palco MEO dia 9 de agosto.

Os bilhetes para a 22ª edição do MEO Sudoeste já estão à venda. Saiba mais em sudoeste.meo.pt

cardapio.pt @ 14-12-2017 13:14:00