3.º Festival CriaSons abre candidaturas para o Concurso de Compositores Emergentes

Está de regresso o Festival Criasons, um dos principais eventos nacionais a apostar na criação musical contemporânea. Em 2020 e 2021, o regresso segue a fórmula de sucesso das edições anteriores e continua a propôr apresentar programas inéditos de compositores consagrados e de novos nomes da composição.

cardapio.pt @ 4-5-2020 14:06:38

Pelo que já se encontram abertas as candidaturas para o Concurso Compositores Emergentes que tem como destinatários novos compositores. Os mesmos são convidados a enviar três obras da sua autoria que serão aprecidadas por uma Comissão de Avaliação composta pelos compositores residentes convidados para esta nova edição - António Victorino d’Almeida, Carlos Azevedo, Mário Laginha, Pedro Caldeira Cabral e Tiago Derriça - e presidida pelo maestro Brian MacKay.
Serão escolhidos cinco novos compositores, que serão então convidados a compor uma nova obra e coadjuvados no seu trabalho criativo pelo compositor residente cujo programa a sua obra integra. Esta nova obra será apresentada, em estreia mundial, no 3º Festival Criasons 2020/2021, integrando cinco diferentes programas em quinze concertos, com interpretação ao vivo a cargo da Camerata Vocal e Instrumental Musicamera. Esta edição conta com o especial acolhimento do Teatro de São Carlos, onde serão apresentados, em estreia, todos os programas.

Todas as novas obras terão ainda edição em CD com distribuição internacional, estando também garantida a edição em partitura das mesmas. Após a conclusão do festival, será ainda escolhido um compositor emergente de entre os cinco seleccionados, que por sua vez será convidado a integrar o painel de Compositores Residentes do Festival Criasons IV (que deverá decorrer no biénio de 2022 – 23).
Transbordante de energia, ecletismo musical, cruzamentos e interacções estéticas e artísticas, o Festival CriaSons ao longo das suas primeiras duas edições, reuniu, não só a participação de três dos mais prestigiados agrupamentos da música de câmara nacional – Opus Ensemble, Duo Contracello e Quarteto Lopes-Graça -, como estreou obras de nomes como Alejandro Erlich Oliva, Alexandre Delgado, Amílcar Vasques Dias, Eurico Carrapatoso, Cândido Lima, Fernando Lapa, Anne Victorino d’Almeida, António Victorino d’Almeida, César Viana, Jorge Costa Pinto, Paulo Jorge Ferreira e Sérgio Azevedo, levando a criação musical contemporânea portuguesa a palcos por todo o país e estrangeiro.
Apostada em estimular a criação musical erudita contemporânea em três vertentes fundamentais - criação, apresentação pública e gravação/edição, a Musicamera Produções reafirma esta iniciativa convidando os compositores portugueses a participar neste fórum privilegiado que pretende resgatar a música contemporânea portuguesa, trazendo-lhe a fluência discursiva e visibilidade mediática que merece, para que ascenda ao mesmo nível de fruição e consumo de que já gozam outras artes contemporânea.

As candidaturas podem ser feitas até 31 de maio de 2020. Todas as informações, regulamento e formulário de inscrição podem ser encontrados no novo site da Musicamera em www.musicamera.pt.

cardapio.pt @ 4-5-2020 14:06:38


Clique aqui para ver mais sobre: Música