CTT apresentam selos sobre espécies ameaçadas

Os CTT apresentam, esta sexta-feira, dia 7 de maio, uma emissão filatélica sobre espécies ameaçadas, nomeadamente, o cágado-de-carapaça-estriada e o saramugo no Continente, a baleia-azul e o morcego-dos-Açores e a tartaruga-comum e a freira-da-Madeira.

cardapio.pt @ 7-5-2021 11:45:23




Nesta emissão filatélica ilustram-se seis espécies em perigo, distribuídas em pares pelas três principais áreas geográficas nacionais – Continente, Açores e Madeira.

Conforme afirma Nuno Farinha, Biólogo e Ilustrador científico, autor desta pagela, “em Portugal Continental, escolheu-se o cágado-de-carapaça-estriada (Emys orbicularis), um réptil indolente e com uma área de ocorrência ampla, até à Ásia Central; e o saramugo (Anaecypris hispanica), um pequeno peixe vivaço, com uma distribuição restrita a alguns afluentes da bacia do Guadiana e do Guadalquivir. Em comum, partilham o gosto por habitats de águas limpas. Em Portugal, podem coexistir em pequenos ribeiros calmos ainda quase esquecidos na bacia do Guadiana.

Para o arquipélago dos Açores, selecionou-se o morcego-dos-Açores (Nyctalus azoreum), um dos mais pequenos mamíferos vivos e que ocorre unicamente em pequenos recantos no interior de algumas ilhas açorianas dos grupos central e oriental; e a baleia-azul (Balaenoptera musculus), o maior animal vivo, e uma espécie cosmopolita que passa toda a sua vida nas grandes vastidões oceânicas. O encontro entre ambos dir-se-ia absolutamente impossível, mas, em curtos momentos críticos, alguns morcegos podem voar sobre os canais de mar que separam as ilhas açorianas, na mesma altura que as baleias-azuis os atravessam nas suas viagens de migração pelos mares dos Açores!





No arquipélago da Madeira, elegeu-se a freira-da-Madeira (Pterodroma madeira), uma ave que incuba os ovos em buracos localizados somente no interior montanhoso desta ilha, e em mais local nenhum do mundo; e a tartaruga-comum (Caretta caretta), um réptil que faz as suas posturas em praias espalhadas por todos os continentes à exceção da Antártida. Ambas as espécies cruzam os mares da Madeira e do Atlântico oriental em busca de alimento, partilhando alguns menus mais seletos como lulas e pequenos peixes.”

Esta emissão filatélica é composta por três selos com o valor facial de 0,88€ e uma tiragem de 100 000 exemplares cada, e três blocos filatélicos com dois selos de 0,88€ cada e 35 000 exemplares cada. O design dos selos esteve a cargo de Francisco Galamba. As obliterações de primeiro dia serão feitas nas lojas dos Restauradores em Lisboa, Munícipio II no Porto, Zarco no Funchal e Antero de Quental em Ponta Delgada.

cardapio.pt @ 7-5-2021 11:45:23

Galeria de fotos


Clique aqui para ver mais sobre: Outdoor e Turismo Activo - Notícias