Aires. Chegou o restaurante de paixão argentina

Recriar a Buenos Aires dos anos 20

O restaurante Aires abriu portas e assume-se como a expressão máxima da “Autêntica Paixão Argentina”. Localizado numa típica e antiga "Villa" do Monte Estoril, o Aires promete proporcionar uma experiência memorável, com as incontornáveis propostas do país: as melhores carnes confecionadas num forno Josper, pratos tradicionais reinterpretados, aclamados vinhos, tango contemporâneo e um espaço sofisticado com decoração inspirada nos tão caraterísticos e famosos cafés de Buenos Aires, dos anos 20.

cardapio.pt @ 12-6-2024 10:26:01

Investidores argentinos, apaixonados por Portugal, decidiram partilhar com os portugueses o melhor da gastronomia e da cultura da Argentina. Com um conceito inovador, nasceu, assim, o Aires.

Os melhores produtos e uma carta que não se esgota no Asado argentino

Um restaurante com uma cozinha onde só entram os melhores cortes argentinos, de animais criados em pasto, de produtores criteriosamente selecionados, mas que não propõe apenas o tradicional Asado. Na realidade, na ementa do Aires também constam pratos de tradição andina, gaúcha e patagónica reinterpretados por Marianela Ramadan. Uma chef argentina que não hesitou em aceitar o desafio de ajudar os proprietários a gerir o Aires, juntamente com a conterrânea Gabriela Balbi.

Um espaço onde se respira a cultura argentina

O Aires está localizado numa típica e antiga “Villa” do Monte Estoril. Um edifício emblemático, mas que, no interior, foi completamente remodelado para recriar os famosos cafés da cidade de Buenos Aires, dos anos 20, onde se bailava o Tango ou Milonga. 

Um espaço onde não falta o típico chão em xadrez, os arcos representativos da arquitetura colonial, o tango como música ambiente, uma exclusiva garrafeira e até o colorido proporcionado pelos trajes tradicionais “Gaúcho” dos colaboradores. Ou seja, um espaço caraterístico, mas, ao mesmo tempo, distinto; com um ambiente sofisticado e, simultaneamente, descontraído; e um serviço cuidado, mas com a informalidade que se exige para celebrar o melhor da gastronomia argentina e a diversidade cultural do país.

A importância dos detalhes também à mesa

Um restaurante onde genuinamente se valoriza a importância dos detalhes, inclusivamente à mesa: mobiliário produzido, à medida, por artesãos; pratos feitos à mão e cozidos em forno de barro como faziam os antigos povos dos Andes e facas artesanais inspiradas na tradição gaúcha. Facas com o cabo feito em madeira e osso animal, arrematadas, na base do cabo, com um peso argentino comprimido. 

A importância dos pormenores estende-se ao menu, com a capa a ser produzida em couro de vaca argentina ou mesmo nos pratos onde é servida a carne grelhada, produzidos em ferro fundido e pré-aquecidos no forno.

Uma viagem pela Argentina só com as entradas

No Aires, o preâmbulo gastronómico começa com um couvert de sabor regional composto por chips de pão caseiro e tortilha andina grelhada, maionese de aipo e paté de beringela e tomate.

Nas entradas, pontificam o “Duo de Empanadas Salteñas” (a versão clássica e a ´charqui gaúcho´), a “Provoleta Clasica”, a “Provoleta Aires” (queijo provolone, rúcula, tomate confitado, flocos de presunto, redução de Coca-Cola e Fernet Branca), as “Mollejas Josper” (molejas c/rocantes grelhadas no forno Josper, com limão e emulsão de salsa), o “Chorizo Criollo”, os “Medallones de Morcilla” (medalhões de morcela com massa folhada, gotas de azeite verde, cebola caramelizada e chuva de praliné de nozes) e o “Caramelo de Tamal Andino” (tamale recheado com carne caseira de ‘charqui gaúcho’, envolto em farinha de milho amarela) - inspirado na secular tradição culinária dos índios argentinos.

Os mais exclusivos cortes de carne argentina em forno Josper

Depois das entradas, é chegada a hora das diferentes propostas de carne argentina, exclusivamente de animais criados em pastos.

Diferentes cortes de “Wagyu”, mas também de animais da raça Black Angus, como “Lomo de Novillo”, “Ojo de Bife Selección Especial”, “Bife de Chorizo Premium” ou a mais exclusiva “Entraña”, todos confecionados a carvão, em forno Josper, considerado o Rolls-Royce das grelhas.

Acompanhamentos para todos os gostos

Como acompanhamento, são muitas as opções: desde o “Pure-Mousse Al Mabec” (um puré de batata cremoso e coração de Malbec), os “Champiñones a La Patagonia” (cogumelos perfumados com azeite de alho e redução de frutos vermelhos), os “Vegetables Asados a Fuego Vivo” (tomate, cebola, pimentos, alho, cenoura, batata-doce e beringela), os “Boniatos de Campo” (batatas-doce cozinhadas com pele, manteiga de salva e migalhas de queijo Roequefort), as “Papas Fritas Rusticas” (batatas com provençal e malagueta moída), “Arroz Tostado” (arroz assado com manteiga de ervas e curcuma), bem como duas propostas de saladas, a “Ensalada Aires” e a “Ensalada Clasica”.

Pratos de autor inspirados na melhor gastronomia argentina

Já as “Costeletas Patagónicas de Dupla Cozedura em Malbec” são um dos pratos de assinatura do Aires Estoril. Primeiro braseadas, depois amaciadas, por um período de seis horas, em Malbec e finalizadas no forno Josper, são acompanhadas de legumes grelhados e pão de beterraba tostado. A “Milanesa Aires” é outro dos pratos que é um exclusivo do restaurante do Monte Estoril. Uma vazia à milanesa, em pão ralado, sêmola e queijo parmesão, servido com batatas fritas à provençal e molhos de aipo e chutney de tomate. A Humita Aires, também em versão vegan, e a Gran Ensalada Andina completam o menu.

Também o melhor da doçaria argentina

Para finalizar a refeição, uma diversificada proposta de sobremesas: a “Chocotorta” (bolo feito com bolachas de chocolate, café, doce de leite e natas), as “Panqueques de Dulce de Leche” (panquecas de doce de leite servidas com uma bola de gelado de nata e migalhas de Mantecol), a “Triologia de Dulce de Leche” (cone de doce de leite, alfajor de amido de milho recheado com doce de leite e Cabsha de chocolate branco e doce de leite), o “Flan com Dulce de Leche” (com espuma de creme de mel de cana e areia de frutos secos torrados), o “Volcan Aires” (vulcão de chocolate negro com coração de chocolate branco e gelado) e “Ananas al Amlbec” (fatias de ananás cozinhadas em vinho, cravinho e gotas de laranja, acompanhadas de gelado e hortelã em pó).

Adega exclusiva, vinhos argentinos de excelência e… o mate!

cardapio.pt @ 12-6-2024 10:26:01

Galeria de fotos


Clique aqui para ver mais sobre: Notícias sobre Restaurantes