Novidades Livros (19 a 25 de setembro de 2019)

cardapio.pt @ 18-9-2019 12:11:00

"Memórias Esquecidas" de Jodi Picoult

Editor: Bertrand Editora

Sinopse: Delia Hopkins tinha seis anos quando o pai a deixou ser sua assistente num espetáculo de magia. " Aprendi muito nessa noite… Que as pessoas não se evaporam no ar". Uma lição que agora, já adulta, confirma todos os dias: a profissão de Delia, na verdade, é encontrar pessoas desaparecidas com a ajuda do seu cão fiel. Gosta do trabalho e também da vida que leva. Apesar de ter perdido a mãe quando ainda era criança, foi criada pelo pai com amor e agora está prestes a casar com o companheiro com quem vive há muito tempo e de quem tem uma filha. Mas, na véspera do casamento uma coisa inesperada e chocante acontece: o seu pai é preso pela polícia sob a acusação de ter raptado Delia à mãe que esta julga ter morrido num acidente de automóvel.


Numa dramática inversão de situações e de emoções, privada das suas certezas e do seu passado, Delia inicia uma busca dolorosa da verdade que lhe escapa, porque cada um tem a sua verdade, e porque às vezes amar e proteger uma pessoa também pode obrigar a mentir... 

"Um Refúgio para a Vida" de Nicholas Sparks

Editor: Edições Asa

Sinopse: A chegada de Katie a Southport, uma pitoresca cidade na Carolina do Norte, vem envolta numa aura de mistério. Jovem e atraente, ela procura o anonimato e evita quaisquer laços afetivos. Mas aquela comunidade pequena e calorosa conquista-a e Katie dá por si com dois amigos inesperados: Alex, um jovem viúvo com um coração grande e dois filhos pequenos; e Jo, a sua vizinha franca e bondosa. 


Pela primeira vez em muito tempo, sente-se segura e suficientemente forte para sonhar com o futuro. E nesse sonho, Alex está cada vez mais presente.

Mas apesar de o amor entre ambos encerrar uma promessa de eternidade, Katie debate-se com um paralisante segredo. O seu passado ainda a persegue, ameaçando de morte a segurança que pensou ter encontrado em Southport. Com o apoio incondicional de Jo, Katie percebe que terá de fazer uma escolha decisiva.

Chegou o momento de optar entre uma vida de segurança temporária e outra mais arriscada mas infinitamente mais recompensadora… porque nos momentos mais sombrios, o amor é o único e derradeiro refúgio.

Um Refúgio para a Vida é um dos romances mais queridos de Nicholas Sparks, tendo sido adaptado para o grande ecrã por Lässe Hallstrom em 2013 e protagonizado por Julianne Hough e Josh Duhamel. 

"Encontra-me em Itália" de Elizabeth Adler

Editor: Quinta Essência

Sinopse: Este volume inclui os romances: "Casamento em Veneza", "Viagem a Capri" e "Regresso a Itália"


Casamento em Veneza
Precious Rafferty está a planear o seu casamento em Veneza. Em Xangai, Lily Song, guarda um segredo que as une irremediavelmente. E no dia em que Lily alerta Precious para os perigos que a rodeiam, o mundo delas muda. Precious terá de escapar da teia de perigo e sedução em que se envolveu, antes de voltar a confiar o seu coração… e a sua vida.

Viagem a Capri
Quando o magnata Sir Robert Waldo Hardwick morre, deixa uma carta em que nomeia seis possíveis responsáveis. Daisy Keane e o investigador Harry Montana reúnem os suspeitos num cruzeiro pelo Mediterrâneo. Nenhum deles conhece a razão por trás do convite…

Regresso a Itália
Lamour Harrington descobre um segredo terrível sobre o marido, falecido há dois anos. Abalada, decide que está na altura de regressar à casa onde viveu a sua infância. Mas aí vai deparar-se com novas revelações sobre outro homem que amou: o pai. Dividida entre dois homens misteriosos e irresistíveis, Lamour descobre que o passado tem formas de reaparecer quando menos se espera.

"Milkman" de Anna Burns

Editor: Porto Editora

Sinopse: Nesta cidade sem nome, ser interessante é perigoso. A irmã do meio, protagonista deste romance, empenha-se em evitar que a sua mãe descubra a identidade do namorado e em não dar explicações sobre os encontros com o leiteiro. Mas quando o cunhado um descobre a situação e começa o rumor, a irmã do meio torna-se «interessante». A última coisa que queria ser. Porque, nesta cidade, ser interessante implica que te prestem atenção e isso é perigoso.


Num original misto de inocência e perspicácia, com um estilo único, torrencial e anónimo muito próprio da oralidade, a narradora partilha com o leitor a sua vida, profundamente marcada pela violência física e psicológica.

Milkman, de Anna Burns, é uma comovente história feita de rumores e falatório, de aceitação e resistência, de silêncio e surdez intencional, que decorre no auge dos conflitos entre as duas irlandas e que espelha o que de pior há no ser humano.

"A Ditadura da Felicidade - Como a ciência da felicidade controla as nossas vidas" de Edgar Cabanas e Eva Illouz

Editor: Temas e Debates

Sinopse: 
A indústria da felicidade, que movimenta milhões de euros, garante transformar os indivíduos em pessoas capazes de dominarem os seus sentimentos negativos, e de tirarem o melhor partido de si próprias por meio do controlo completo dos desejos improdutivos e dos pensamentos derrotistas.

Porém, não estaremos perante um novo ardil que visa convencer-nos, uma vez mais, de que a riqueza e a pobreza, o êxito e o falhanço, a saúde e a doença são única e exclusivamente da nossa responsabilidade? E se o propósito da chamada «ciência da felicidade» for a criação de um modelo social individualista que renega qualquer ideia de comunidade?

Obras Completas Maria Judite Carvalho - Volume 5 Este Tempo | Seta Despedida | A Flor que Havia na Água Parada | Havemos de Rir! de Maria Judite de Carvalho

Editor: Editora Minotauro

Sinopse: Maria Judite de Carvalho foi a escritora da solidão e do silêncio das «palavras poupadas». Fez nas suas novelas e contos o retrato irónico e desencantado da pequena burguesia lisboeta, das frustrações e desistências das mulheres e dos velhos, de toda uma sociedade lentamente envenenada pela moral hipócrita do fascismo português. Aliando o humor à arte da concisão e da reticência, convidou o leitor a entrar nas suas histórias e a completá-las, a vivê-las de algum modo. Foi sem dúvida uma das maiores ficcionistas do século XX. Foi casada com Urbano Tavares Rodrigues

As Gémeas de Auschwitz Uma história real inesquecível de Eva Mozes Kor e Lisa Rojany Buccieri

Editor: Alma dos Livros

Sinopse: «Se eu tivesse morrido, Mengele teria dado uma injeção letal à minha irmã para fazer uma autópsia dupla. Só me lembro de repetir para mim mesma: tenho de sobreviver, tenho de sobreviver.»

Eva Mozes Kor

As portas do vagão abriram-se pela primeira vez em muitos dias e a luz do dia brilhou sobre nós.
Agarrei bem a mão da minha irmã gémea quando nos empurraram para a plataforma.

- Auschwitz? É Auschwitz? Que sítio é este?
- Estamos na Alemanha - foi a resposta.

Na verdade, estávamos na Polónia, mas os Alemães tinham invadido a Polónia. Era na Polónia alemã que se situavam todos os campos de extermínio.
Os cães rosnavam e ladravam. As pessoas do vagão começaram a chorar, a berrar, a gritar todas ao mesmo tempo; todos procuravam os seus familiares à medida que eram afastados uns dos outros. Separavam homens de mulheres, filhos de pais.

Um guarda que ia a passar a correr parou bruscamente à nossa frente. Olhou para Miriam e para mim nas nossas roupas a condizer: «Gémeas! Gémeas!», exclamou. Sem dizer uma palavra, agarrou em nós e separou-nos da nossa mãe. Miriam e eu gritámos e chorámos, suplicámos, as nossas vozes perdidas entre o caos, o barulho e o desespero, tentando chegar à nossa mãe, que, por sua vez, tentava seguir-nos, de braços estendidos, com outro guarda a retê-la.

Miriam e eu tínhamos sido escolhidas. De repente, estávamos sozinhas. Tínhamos apenas dez anos. E nunca mais voltámos a ver nem o nosso pai nem a nossa mãe. 

Educar pela Positiva Um Guia para Pais e Educadores de Nuno Pinto Martins

Editor:  Bertrand Editora

Sinopse: Estratégias simples e eficazes, com exemplos práticos e reais, para superar os desafios da educação.

Educar pela Positiva é um guia para apoiar pais e educadores na mais exigente e emocionante das missões: educar. Com uma linguagem simples e acessível, o autor desmonta as razões por detrás do mau comportamento, apela à reflexão e apresenta um conjunto de dicas, estratégias e poderosas ferramentas para uma relação mais efetiva (e afetiva) com as crianças.

Este livro dá-lhe pistas concretas para ajudar os mais novos a resolverem problemas, a superarem os desafios do crescimento e a desenvolverem autonomia, responsabilidade, cooperação e autoestima - características essenciais para que cresçam felizes e se tornem adultos realizados. 

Últimas Notícias do Sapiens A revolução nas nossas origens de Silvana Condemi e François Savatier

Editor: Temas e Debates

Sinopse: Pensava-se que tivesse aparecido algures na África Oriental há 200 mil anos e eis que a sua presença é detetada muito antes e em todo o continente. Julgava-se que saíra do seu berço há 80 mil anos, até se terem descoberto, na China, fósseis muito mais antigos. Além disso, a genética mostrou que há 400 mil anos partilhávamos o planeta com outras três espécies do género Homo, hoje desaparecidas e com as quais nos miscigenámos!


É pois urgente fazer o ponto da situação relativamente aos nossos antepassados e ouvir as últimas notícias do Sapiens. Dos australopitecos ao Neolítico, os autores contam-nos a fascinante saga de um estranho primata, transformado para todo o sempre pela evolução e pelo nosso bem mais precioso: a cultura.

Inteligência Emocional

Editor: Actual Editora

Sinopse: As investigações de Daniel Goleman mostraram ao mundo que a inteligência emocional é mais determinante na boa liderança do que a competência técnica, o QI ou a visão, de tal modo que se tornou um critério essencial no mundo das contratações e promoções. Assim, este Guia HBR vai ajudá-lo a zelar pelo seu próprio bem-estar e desenvolver as principais competências ligadas à inteligência emocional. Vai aprender a:


• Analisar as suas forças e fraquezas emocionais;
• Perceber e controlar as suas reações;
• Lidar com pessoas difíceis;
• Tomar decisões inteligentes;
• Ajudar a sua equipa a desenvolver inteligência emocional

Nunca é o Fim Vidas Passadas, Destino Presente de Alex Raco

Editor: Pergaminho

Sinopse: Um executivo de sucesso descobre que foi, numa vida passada, uma mulher que viveu em Londres no século XIX e que sofreu um aborto espontâneo. Esta descoberta muda radicalmente a sua vida. Liberta-se de um problema de saúde crónico autoimune e põe fim à sua carreira de consultor. Esse executivo chama-se Alex Raco e, depois das experiências que viveu nas sessões de terapia por regressão a vidas passadas, empreendeu formação nessa área com o conceituado terapeuta e autor de bestsellers Brian Weiss. E decidiu dedicar-se por inteiro a divulgar e pôr em prática esta forma de terapia que - apesar da sua incredulidade inicial - curou a sua vida.


Alex Raco já orientou mais de 1500 regressões a vidas passadas e, neste livro, compila algumas das fascinantes histórias que lhe foram narradas: casos incríveis, no limite da realidade, que demonstram como a regressão a momentos traumáticos, sejam desta ou de outras vidas, é uma ferramenta essencial para o bem-estar psicológico e para o crescimento pessoal e espiritual. Abordando temas como a relação parental, as almas gémeas, a dependência emocional, e através de vidas vividas nos mais diversos momentos da história, Nunca É o Fim é um livro capaz de transformar a sua vida. 

A Morte não é Prioritária Biografia de Manoel de Oliveira de Paulo José Miranda

Editor: Contraponto Editores

Sinopse: Manoel de Oliveira dedicou-se a tempo inteiro ao cinema numa idade em que a maioria das pessoas está já reformada: aos 70 anos. Mas isso não o impediu de filmar durante mais trinta e cinco anos. Este é, por isso, um livro sobre a capacidade de superação dos limites impostos pela vida, um livro acerca de um homem que esteve sempre pronto a começar de novo. 

Em jovem, foi campeão nacional de salto à vara. E trapezista voador. Nessa mesma altura, realizou o primeiro filme, que foi aplaudido de pé por um Nobel da Literatura. Foi piloto de automóveis, vencendo várias provas. Tirou o brevet de piloto e sobrevoava a quinta da namorada largando cartas de amor. Foi galã de cinema, entrando em A Canção de Lisboa. Foi agricultor no Douro. E, por fim, gestor industrial.

Manoel de Oliveira está nos antípodas do convencional, não só no tocante à vida, mas também no que respeita à obra. Neste livro, Paulo José Miranda mergulha no génio do realizador, procurando compreender os filmes que fez à luz das revoluções que ia produzindo em diferentes épocas. Nesse sentido, esta é também, e ao mesmo tempo, uma biografia crítica e uma aproximação do leitor à obra de Oliveira, tardia e tantas vezes mal compreendida.

Apesar de constantemente impedido de filmar durante a ditadura, ao dar-se o 25 de Abril, Oliveira perde a fábrica e a casa que mandara construir quando casara. Nessa altura, diz ao produtor Paulo Branco, com quem tinha acabado de fazer o primeiro filme: «Paulo, agora temos de andar para a frente, agora tenho de viver do cinema.» O que, efetivamente, irá acontecer e durante muitos anos. Mais de vinte filmes depois, já perto dos 100 anos, Manoel ainda ousa dizer a um velho amigo: «Tenho de pensar no meu futuro.» 

Testamento de VGM Le testament de VGM de Vasco Graça Moura

Editor: Quetzal Editores

Sinopse: Neste poema autobiográfico (e de balanço de vida) escrito por altura do seu sexagésimo aniversário à maneira de um testamento, Vasco Graça Moura vai buscar inspiração à matriz de François Villon, poeta maldito da Idade Média francesa, mais concretamente ao seu poema «Le testament». Inicia-se este (de 1461) com a referência de Villon ao seu trigésimo aniversário («en l’an de mon trentième âge»). Graça Moura replica-o (dobrando o número de anos) no primeiro verso deste livro, em que se lê «no ano em que sou duplo trintão».


Estas baladas cantam os amores, trabalhos, filhos, amigos, inimigos, a cidade natal, o ofício literário, a paixão pela pintura e a sua natureza mais íntima.
No ano em que se completam cinco anos desde a morte de Vasco Graça Moura, e no ano em que completaria 77 anos, a Quetzal recupera este extraordinário poema cheio de humor, autoironia e ternura. 

Estrutura da Antiga Sociedade Portuguesa de Vitorino Magalhães Godinho

Editor: Edições 70

Sinopse: Com quatro edições entre 1971 e 1980, esta obra - fundamental para se compreender Portugal - volta a ser reeditada. Trata-se do ensaio mais importante sobre a história e a sociedade portuguesa, publicado na segunda metade do século XX. Nele, o seu autor desenvolve um método de análise das estruturas, situadas no tempo longo. Estruturas arcaicas, de uma sociedade de antigo regime que teima em permanecer, apesar dos esforços de modernização. O resultado é uma obra-prima, que continua a merecer ser lida e discutida. 

O Beco da Liberdade de Álvaro Laborinho Lúcio

Editor: Quetzal Editores

Sinopse: Alguém quer escrever um romance e precisa de uma história. Floriano Antunes, velho jornalista, tem uma boa história que precisa de ser reescrita.

Há cinquenta anos, numa pacata vila do Norte Interior, foi cometido um estranho homicídio. A pena então aplicada ao réu, pela sua brandura, deixou a pairar a dúvida quanto às verdadeiras razões que a terão determinado. Cinquenta anos volvidos, o mesmo juiz, Guilherme Augusto Marreiro Lessa, agora viúvo e reformado, vai responder acusado de outro crime. Nos dias que antecedem o julgamento, Guilherme Augusto recebe em sua casa Floriano Antunes, que se deslocara propositadamente para o entrevistar. O jornalista que, enquanto muito jovem, acompanhara e escrevera toda a história do homicídio, vendo o seu artigo cortado pela censura, encontrava a oportunidade para a retomar, diante do mesmo juiz, agora nas vestes de acusado.

O jornalista acredita saber tudo sobre os antigos factos e intervenientes: a causa da morte, o suspeitado envolvimento amoroso do juiz, a teia de personagens, como Maria Cacilda, viúva da vítima e senhora de poderes divinatórios; Joaquim Quitério, o tolo da aldeia; o subinspetor Gervásio Ventura, da Polícia Judiciária, e o agente Jacinto Correia; Hildebrando Moreira de Castro, notário na reforma e decano no reviralho; a menina Julinha, fiel representante do diálogo de sombras entre as públicas virtudes e os vícios privados; e Narcisa, a misteriosa e fiel governanta da família Marreiro Lessa.

Porém, o encontro dos dois homens e a conversa que mantêm ao longo de dias revelarão contornos bem diversos, trama e personagens bem mais complexas, que os levarão ao mais profundo da condição humana, ao confronto de sempre entre o bem e o mal, a liberdade e a ética, a consciência e Deus. O inesperado, entretanto, não vai ficar por aí, e o dia do julgamento reserva a derradeira das surpresas. 

As Classes Médias em Portugal Quem são e como vivem de Francisco Louçã, João Teixeira Lopes e Lígia Ferro

Editor: Bertrand Editora

Sinopse: Nenhum discurso político contemporâneo prescinde de referências à classe média. Ora em tom encomiástico, apologético e até messiânico, elogiando as suas virtudes de empenho, talento e mérito; ora realçando o seu papel de articulador da estrutura social, espécie de modelo para a mobilidade social e pivô das mudanças societais; ora como estabilizador, árbitro e nó central das dinâmicas políticas; ora como conjunto de camadas a serem conquistadas para a obtenção de maiorias aritméticas e políticas; ora, em sentido contrário, para enfatizar a quebra do elevador social, a sua crescente vulnerabilidade à desclassificação social, pauperização e precarização.


Mas quem é a classe média, ou as classes médias? Pois é toda a gente, ou pelo menos quase toda a gente assim responderá. Mas, sob este manto comum de identidade, convivem posições e representações sociais muito distintas. Tem de haver um plural para classe média: a de cima, que se cola e projeta na burguesia, e a de baixo, pauperizada e comprimida às classes populares; a do público e do privado, a das áreas metropolitanas e a do rural em transição; a tradicional e a nova.

Neste livro partiremos de estatísticas, relatos biográficos e análise de discurso para conhecermos um pouco melhor a classe média portuguesa. Como vive, como se reproduz, que dificuldades enfrenta, como se mobiliza politicamente, que estilos de vida desenvolve. Mostraremos como é frágil e assustada, espremida e comprimida, em particular após a grande crise. 

José e os Seus Irmãos - II O Jovem José de Thomas Mann

Editor: Dom Quixote

Sinopse: Thomas Mann considerou esta monumental narrativa da história bíblica de José como a sua magnum opus. 


Concebeu-a em quatro partes - As Histórias de Jaacob, O Jovem José, José no Egito e José, o Provedor - como uma narrativa unificada, um romance mitológico da queda de José na escravidão e da sua ascensão a senhor do Egito.

Baseado num profundo estudo da História, e utilizando detalhes pródigos e convincentes, Mann evoca o mundo mítico dos patriarcas e dos faraós, as antigas civilizações do Egito, da Mesopotâmia e da Palestina - com as suas divindades e rituais religiosos -, e a força universal do amor humano em toda a sua beleza, desespero, absurdo e dor.

O resultado é uma brilhante amálgama de ironia, humor, emoção, perceção psicológica e grandeza épica. 


A Ilha dos Espíritos Livro de Bolso de Camilla Läckberg

Editor: BIS

Sinopse: Erica e Patrik sobreviveram ao trágico final de A Sombra da Sereia, mas não saíram incólumes desses terríveis eventos. Ainda a recuperar, Patrik regressa à esquadra depois de uma baixa prolongada. Mal se sentou na secretária viu-se envolvido numa nova investigação. 


Mats Sverin, um antigo colega de liceu de Erica, foi encontrado morto em casa com uma bala na cabeça. Mas ninguém tem nada a dizer dele. Por onde passou deixou boas recordações e todos parecem concordar que era um jovem simpático apesar de nada deixar transparecer da sua vida privada.

E é este o grande desafio de Patrik: chegar à verdade por detrás das aparências. Mais uma vez vai contar com a inesperada ajuda de Erica para descobrir o horror que esconde a sinistra ilha de Graskar, a ilha dos espíritos, onde se refugiou uma antiga namorada de Mats com o filho…

Mais um livro empolgante de Camilla Lackberg que, a par do suspense, revela as trágicas consequências de um drama que atravessa gerações: a violência doméstica. 

A Outra Margem do Mar (Edição Limitada) de António Lobo Antunes

Editor: Dom Quixote

Sinopse: A Outra Margem do Mar recupera o início da sublevação na Baixa do Cassanje, em Angola. 


O romance recai, assim, nos incidentes ocorridos antes da guerra colonial, quando grandes plantações de algodão começaram a ser incendiadas, acontecimentos que foram fulcrais para o desenrolar do conflito.  

"Ainda Há Sexo na Cidade?" de Candace Bushnell

Editor: Oficina do Livro

Sinopse: É uma obra difícil de definir ou de enquadrar em qualquer género literário - seja lá o que isso for. 

Sabe-se apenas que é humor do pior, ou do melhor, composto por 666 versículos de apenas 6 palavras.

E já não é pouco. 

40 Anos do SNS de Maria Elisa Domingues

Editor: Ministério da Saúde-Secretaria Geral

Sinopse: Foi num programa de informação que eu, então, coordenava e apresentava na RTP, que António Arnaut divulgou pela primeira vez, para o grande público, o seu projecto do Serviço Nacional de Saúde. Ainda jovem, e desde sempre interessada pelo que à Medicina dissesse respeito, não pude deixar de me regozijar com aquilo que me pareceu ser uma extraordinária reforma para o país. Mas lembro-me de que, na época, quer à direita, quer mesmo à esquerda, nem todos aplaudiram a ideia sem reservas.


Quando, no ano passado, por total coincidência, fui convidada a escrever um livro a assinalar os 40 anos do SNS, a primeira coisa que fiz foi telefonar a António Arnaut e contar-lhe do projecto: até aos seus últimos dias, pude contar com o seu apoio e entusiasmo. Tudo o que pudesse, de alguma forma, servir para ajudar a manter vivo o "seu" SNS era, para ele, motivo de interesse.

Talvez por isso tenha sentido tanto a falta dos seus telefonemas com ideias e sugestões. Mas não só: com a morte de António Arnaut, o país perdeu um homem bom e íntegro, como poucos.

Antes dele, antes mesmo do 25 de Abril, uma geração de servidores do Estado, de grande capacidade intelectual e espírito empreendedor, havia começado a construir os alicerces do que viria a ser o SNS: sem Arnaldo Sampaio, Gonçalves Ferreira, Baltazar Rebelo de Sousa, Albino Aroso ou Miller Guerra, teria sido mais difícil erguer o Serviço Nacional de Saúde. No balanço dos 40 anos, este livro evoca também esses precursores.

Procurei registar aquelas que foram as grandes conquistas do SNS, graças às quais passámos de um país atrasado, com maus indicadores de saúde, para um dos mais bem colocados, a nível europeu. Críticas, ouvi muitas, e não deixei de assinalar as que me pareceram mais pertinentes: tentei também que, neste livro, se ouvissem as vozes e o sentir dos trabalhadores da saúde e dos doentes.

Mas celebrar 40 anos deste projecto audacioso é, acima de tudo, motivo de júbilo. É isso que sinto por, durante uns meses, ter acompanhado as pessoas e os lugares onde, diariamente, se constrói o SNS. 

SOS Memória de Dr. Daniel G. Amen

Editor: Pergaminho

Sinopse: A investigação imagiológica cerebral tem revelado que a perda de memória pode começar décadas antes do primeiro sintoma se manifestar. Aprenda o que pode fazer não só para prevenir a perda de memória mais tarde na vida, mas também para recuperar as funções de memória que pode já ter perdido. O Dr. Amen, especialista em saúde cerebral, revela aqui uma estratégia diversificada - incluindo exercícios físicos e mentais, mudanças alimentares e práticas espirituais - para otimizar a memória e prevenir o declínio cognitivo. 

O Homem que Plantava Árvores Edição especial de Jean Giono

Editor: Cultura Editora

Sinopse: Com milhões de exemplares vendidos, este livro emocionou e inspirou várias gerações ao longo de décadas, em todo o mundo, e serve de parábola para os tempos modernos. 

O homem que plantava árvores conta a história de um jovem que, em 1913, sozinho, atravessa os Alpes franceses em busca da natureza e da paz, longe das grandes cidades, acabando por encontrar o abandono humano e a desertificação de uma paisagem desoladora.

Há dias sem água, cruza-se com um velho pastor e as suas ovelhas. O pastor dá-lhe água, comida e abrigo, e revela-lhe a sua missão de vida: plantar centenas de árvores por dia a fim de recuperar a floresta.

Os Sonetos de Manuel Alegre

Editor: Dom Quixote

Sinopse: Uma obra que reúne os muitos e bons sonetos que Manuel Alegre tem escrito ao longo da sua carreira literária. 

Povo vs. Democracia Saiba porque a nossa liberdade está em perigo e como a podemos salvar de Yascha Mounk

Editor: Lua de Papel

Sinopse: Vamos recuar os relógios até 1989. O Muro de Berlim acaba de cair, e com ele a ameaça comunista. Francis Fukuyama decreta o fim da história: já nada poderá deter as democracias liberais. Passou um quarto de século. Em vários pontos do globo, mesmo nas democracias mais funcionais, abrem-se fissuras. 


Segundo Yascha Mounk, três transformações sísmicas explicam o fenómeno. Primeiro, a economia estagnou, e a perda do poder de compra acarretou uma maior desigualdade de rendimentos. Segundo, intensificaram-se os movimentos migratórios, agudizando o sentimento de revolta contra imigrantes. Terceiro, as redes sociais deram voz a uma série de partidos e líderes populistas que antes não tinham tempo de antena - e o que eles prometem, embora irrealizável, é o que as pessoas querem ouvir.

É um cocktail explosivo. E os resultados estão à vista. O Brexit, ou as vitórias de Trump e de Bolsonaro são exemplos gritantes - porque mais próximos. Mas mesmo dentro da aparentemente inexpugnável fortaleza europeia abrem-se brechas - da escalada da extrema-direita na Hungria à subida ao poder de populistas nos países mediterrânicos. À nossa porta temos a Turquia, mais longe ainda a Venezuela de Chávez e Maduro ou a Índia de Modi.

Yascha Mounk, considerado um dos maiores especialistas mundiais na matéria, aponta como causa o crescente divórcio entre os direitos individuais e a vontade popular - um dos combates do século: Povo vs. Democracia.

Gigantes Os Senhores do Mundo de Peter Phillips

Editor: Desassossego

Sinopse: Um olhar sobre os intervenientes mais poderosos no capitalismo mundial e que controlam o nosso futuro económico.


A maioria da riqueza mundial é controlada por uma nova elite global que tem nas suas mãos o nosso futuro económico, e neste livro o ex-diretor do Project Censored Peter Phillips desvenda quem são esses protagonistas. O livro inclui nomes como Mark Zuckerberg, Bill Gates, Jeff Bezos, Jamie Dimon e Warren Buffett. À medida que a riqueza mundial se concentra num número cada vez mais restrito de intervenientes, os gestores e as firmas responsáveis pela gestão de ativos diminuem na mesma proporção. De acordo com a Oxfam International, a classe capitalista mundial transnacional está concentrada em 200 gestores, cada um deles responsável pela gestão de mais de um bilião de dólares em ativos.

Cada capítulo de Gigantes: Os Senhores do Mundo identifica pelo nome os membros deste clube internacional de multimilionários, as suas 17 companhias financeiras globais - incluindo ONG como o Grupo dos Trinta e a Comissão Trilateral - e os seus protetores transnacionais, para que o leitor possa, pela primeira vez, identificar quem constitui a rede de influência, onde se concentra a riqueza, como são reprimidos os movimentos sociais e como pode a riqueza ser redistribuída para uma efetiva mudança sistémica.

Sozinho nas Montanhas Escrito da Prisão de Manus de Behrouz Boochani

Editor: Casa das Letras

Sinopse: Natural de Ilam (Irão), Behrouz Boochani, jornalista curdo-iraniano, foi preso em 2013 quando tentava a sua sorte - chegar à Austrália para pedir asilo. A viagem de barco entre a Indonésia e aquele país não correu como planeado e foi detido por tentar entrar sem visto. 


Há 6 anos aguarda, juntamente com outros 600 refugiados, resposta ao pedido de asilo que fez à Austrália num centro de detenção de migrantes na ilha de Manus, na Papua Nova Guiné. Inicialmente, o jornalista e defensor dos direitos humanos foi enviado para o centro de reclusão, onde passou 5 anos, mas depois passou para um alojamento alternativo na ilha.

O principal objetivo de Sozinho nas Montanhas é que o resto do mundo saiba o que se passa nas ilhas de Manus e Nauru, um sistema que tortura pessoas inocentes.

O livro não foi escrito em papel ou num computador, mas sim com recurso a um telemóvel, através do envio de milhares de mensagens, a maioria através da aplicação Whatsapp, durante cinco anos e traduzidas a partir de Farsi.

Já em 2019, Sozinho nas Montanhas conquistou os prémios de literatura e de não-ficção no Victorian Premier’s Literary Awards, atribuídos pelo país que o mantém cativo.

É a voz de uma testemunha, um ato de sobrevivência. Um relato lírico na primeira pessoa. Um grito de resistência. Um retrato vívido de cinco anos de exílio e encarceramento. 

A Outra Margem do Mar de António Lobo Antunes

Editor: Dom Quixote

Sinopse: A Outra Margem do Mar recupera o início da sublevação na Baixa do Cassanje, em Angola. 


O romance recai, assim, nos incidentes ocorridos antes da guerra colonial, quando grandes plantações de algodão começaram a ser incendiadas, acontecimentos que foram fulcrais para o desenrolar do conflito.  

Falar com Desconhecidos O que devemos saber sobre as pessoas que não conhecemos de Malcolm Gladwell

Editor: Dom Quixote

Sinopse: Malcolm Gladwell é um dos autores mundiais mais vendidos da actualidade. Escreveu Blink!, Outliers, Tipping Point e David e Golias, sucessos de vendas internacionais e em Portugal. 


No novo livro, Falar com Desconhecidos, aborda mais uma vez assuntos controversos da actualidade.

Diz que alguma coisa de muito errado se está a passar com todos nós, porque avaliamos mal os outros, sobretudo os desconhecidos.

Essa falha conduz ao conflito e ao desentendimento e tem causado um impacto profundo nas nossas vidas, na sociedade e no mundo.

Elon Musk - O Homem de Ferro Tesla, SpaceX, Paypal, e os melhores conselhos sobre sucesso, fama, dinheiro, investimentos, e como tornar o mundo um lugar melhor. de Jessica Easto

Editor: Alma dos Livros

Sinopse: A profundidade e a amplitude do seu trabalho são extraordinárias, inspiradoras e visionárias. É rebelde e visionário, alguém com a rara capacidade de identificar e lidar com problemas de escala e complexidade quase incompreensíveis, apesar das elevadas barreiras à entrada e do risco de um fracasso quase certo. Profundamente envolvido em todos os aspetos das suas empresas, ele é sobretudo engenheiro por gosto e empreendedor e empresário por necessidade.


A verdade é que, mesmo que todos os empreendimentos de Musk falhassem hoje, os seus esforços já aceleraram o progresso da humanidade em direção à energia sustentável e à civilização multiplanetária. Ultrapassou tantas vezes as expetativas, que é fácil esquecermos o mundo em que começou, um mundo onde não havia qualquer programa de veículos elétricos viável e os programas de lançamento espaciais estavam desatualizados e eram incapazes de transportar seres humanos para o espaço.

Talvez um dos aspetos mais admiráveis do caráter de Musk seja ele demonstrar não se preocupar com os ganhos financeiros. Pode ser uma postura fácil para um multibilionário, mas Musk esteve perto da falência depois de aplicar a maior parte dos seus fundos pessoais na SpaceX e na Tesla durante um período difícil para ambas as empresas. Em vez disso, conforme veremos, ele parece inequivocamente dedicado a contribuir com soluções para a melhoria da humanidade e para assegurar que o futuro da mesma seja brilhante e inspirador.

«Há três coisas importantes na vida: ter vontade de se levantar para ir trabalhar todas as manhãs, desejar obter uma recompensa financeira significativa e ter um efeito positivo no mundo.»

«Acho que o que importa são as ações, e não o que as pessoas vão pensar de mim no futuro. Já estarei morto. Mas será que as coisas que fiz foram úteis?»

«Perdi, sem dúvida, muitas batalhas. Até agora não perdi nenhuma guerra, mas perdi, sem dúvida, muitas batalhas... mais do que as que consigo contar, provavelmente»
ELON MUSK






cardapio.pt @ 18-9-2019 12:11:00