Bono - O melhor da cozinha mediterrânica de vocação atlântica para descobrir em Lisboa

O Bono é um restaurante que abriu recentemente em Lisboa que se distingue por conciliar, com excelência, a cozinha na brasa com as técnicas mais modernas dos restaurantes. Situado na Calçada Ferragial, a meio caminho entre o Cais do Sodré, Terreiro do Paço e Chiado, o Bono é o sítio certo para passar horas agradáveis, provando os sabores incríveis preparados artesanalmente numa cozinha completamente aberta, onde é possível ver o Josper, o forno à brasa referência no universo da gastronomia atualmente, em ação. 

cardapio.pt @ 16-8-2021 17:10:23

Chef Robson Oliveira /©Maria Mattos

Chef Robson Oliveira /©Maria Mattos

A valorização do simples, puro, atraente, gostoso, belo, está presente tanto na arquitetura quanto na ementa, e com o nome não seria diferente. Bono, de origem latina, assim como os seus sócios, é uma palavra simples, internacional, curta, sonora, que cria uma expectativa do que se espera de um restaurante, afinal Bono significa bom, atraente.  


E é Robson Oliveira, historiador, especialista em cozinha francesa e mestre em ciências gastronómicas, que esteve em França durante quase nove anos a trabalhar na área da restauração, o proprietário e chef deste novo espaço em Lisboa cuja proposta consiste num casual dining com pratos saborosos, técnicas clássicas, fumados na brasa, coloridos, inventivos, produtos locais e uma gastronomia cosmopolita. No fundo, uma cozinha mediterrânica de vocação atlântica oferecida em um local recheado de história, pois o restaurante fica próximo do antigo Palácio da Corte Real que, outrora  se erguia nesta zona junto à Cerca Fernandina, muralha mandada construir por D. Fernando em 1373, e ali existiu até ao terramoto de 1755. 


O Bono acolhe as características do local, sem romper com o passado ou quebrar as linhas históricas que ainda têm muito para serem exploradas, em vários sentidos, mas injetando um novo fôlego, vinculado a uma proposta coesa e atraente de gastronomia, decoração, serviço e ponto de encontro. E o pé direito alto impressiona quem chega ao espaço de estilo industrial com arcos que lhe dão um caráter evidente e único. As instalações também desempenham um papel crucial, pois criam um ambiente mais intimista, confortável e de certa forma misterioso, assim como a disposição do mobiliário bem pensado para ser funcional, facilitando o atendimento às mesas e promovendo uma experiência sensorial completa reforçada pela iluminação especialmente criada para evidenciar, sublinhar a identidade marcante da casa e proporcionar um clima perfeito para desfrutar de uma experiência gastronómica de qualidade.


Na ementa, pensada para tirar partido da sazonalidade de alguns ingredientes fornecidos por produtores locais, há, para entrada, um ceviche com pérolas de tapioca e flores comestíveis  (12,50€ de corvina / 9,50€ de robalo), preparado com peixe fresco marinado por cinco minutos para preservar sua crocância e molho numa versão autoral do molho ponzo feito com melaço de cana, que é uma deliciosa homenagem aos sabores do Brasil, terra natal do chef. Já no forno, para dar um toque fumado irresistível, é preparado o barbecue de polvo acompanhado de agrião tostado na brasa, puré de grão de bico e limão confit (19€). Nos pratos principais há ainda a suculenta Picanha Angus Uruguaia (19€), feita à moda brasileira, com aproximadamente dois centímetros de espessura e servida com batatas fritas e molho demi-glace, um clássico da culinária francesa que proporciona um sabor especial à carne. A curadoria de cocktails e vinhos premiados são também partes importantes do menu que tornam a experiência ainda melhor.

cardapio.pt @ 16-8-2021 17:10:23

Galeria de fotos


Clique aqui para ver mais sobre: Notícias sobre Restaurantes