Novidades Livros (21 a 27 de janeiro de 2021)

cardapio.pt @ 20-1-2021 18:29:00

"Desobediência Civil" de Henry David Thoreau

Editor: Ideias de Ler

Sinopse: 
“As leis injustas existem. Devemos contentar-nos com obedecer-lhes ou devemos esforçar-nos por as emendar?”

Neste ensaio, de 1849, Henry David Thoreau defende que não devemos permitir que os governos controlem a nossa consciência e muito menos que nos tornem agentes de injustiça. Para Thoreau, a «desobediência civil» é uma forma de luta legítima e pacífica contra a opressão e os atropelos a que estão sujeitos os mais fracos.

Nascidas em oposição à guerra e às leis esclavagistas da época, as ideias de Thoreau acabaram por inspirar nomes incontornáveis da história, como Gandhi e Martin Luther King, e batalhas que trouxeram mais liberdade e igualdade aos dias de hoje, como os movimentos sufragistas ou pelos direitos civis.

Mais de um século após a sua edição original e numa época em que grassam a violência, o racismo, a xenofobia e as injustiças, poucos clássicos e poucos ideais poderiam fazer tanto sentido como este Desobediência Civil.

"Os Incêndios Florestais em Portugal" de António Bento-Gonçalves

Editor:  Fundação Francisco Manuel dos Santos

Sinopse: Que fazer quando tudo arde? Ou quase. Portugal apresenta, por ano, extensas áreas ardidas e uma das mais elevadas taxas de ignições a nível mundial, num contexto de acréscimo tendencial do número e da dimensão e capacidade destruidora dos “grandes incêndios”.


Sabia que, entre 1961 e 2019, morreram, vítimas dos incêndios florestais, pelo menos, 257 pessoas (65 bombeiros, sete especialistas estrangeiros, 25 militares, quatro funcionários florestais e 156 outros cidadãos)?

No actual cenário de mudanças climáticas e num país sem grande cultura de auto-protecção, onde, ao contrário da sabedoria popular, se continua a remediar em vez de prevenir, este livro visa contribuir para a divulgação do conhecimento na área dos incêndios florestais. É um alerta muito claro para um flagelo que, sem clara mudança de paradigma, apenas poderá piorar.

"O Tempo da Revolta" de Donatella Di Cesare

Editor: Edições 70

Sinopse: Marginalizada pela reflexão, apresentada como um acontecimento caótico e sombrio pela narrativa mediática, a revolta é um tema incandescente no cenário global.


Neste livro, Donatella Di Cesare aborda pela primeira vez o assunto do ponto de vista político e filosófico, oferecendo um quadro sugestivo e oportuno dos acontecimentos atuais.

Tal como a migração, a revolta permite-nos vislumbrar o que está a acontecer do lado de fora, para lá da ordem estatocêntrica, nos limites da arquitetura política e em torno das fronteiras vigiadas do espaço público.

"Estrela Negra a Pairar" de Gary Lachman

Editor: Gradiva

Sinopse: Descubra em que mãos esteve o destino do mundo nos últimos quatro anos.

Trump é mau demais para ser explicado apenas por boçalidade, ignorância, falta de carácter, indecência ou loucura comum.
Sabe mesmo quem é Trump, o que fez, como viveu, o que escreveu? Sim, porque embora seja difícil acreditar ele escreveu livros, estão publicados.
Tudo o que é registado nesta obra, que se lê avidamente, é competente e eruditamente documentado. E como o leitor comprovará, o autor explica mesmo o que parecia inexplicável: o comportamento errático de Trump, as mentiras que depois de factualmente desmentidas continuou a sustentar, as previsões e afirmações recorrentes e insistentes do impossível, os disparos inesperados em todas as direcções, a indiferença com que foi sacrificando a uma aparente loucura milhares de vidas.
E a ameaça não desaparecerá com a saída da presidência dos EUA. Por isso deve ler este livro, cujo interesse está para além da explicação sobre Trump.
A Estrela Negra continua, de facto, a pairar sobre o mundo.

"Sapiens Face a Sapiens" de Pascal Picq

Editor: Edições 70

Sinopse: A humanidade está a entrar numa fase inédita da sua evolução. Nunca como agora o seu passado lhe foi tão acessível, e nunca como agora o seu futuro foi tão insondável. Esta dupla mudança de perspetiva resulta ao mesmo tempo das revelações da paleogenética, da descoberta de novos fósseis e da revolução digital, num cenário de degradação do planeta e urbanização massiva.


Conseguirá o Homo sapiens adaptar-se às consequências fulgurantes do seu sucesso com 40 000 anos de história e à ampliação sem precedentes desse sucesso de há meio século para cá?
Quanto mais bem-sucedida é uma espécie, mais a sua sobrevivência depende da forma como se adapta às consequências do seu sucesso.

Eis a dimensão trágica desta história: o sapiens está só diante do sapiens.

Crítica Crónica Sobre Cultura, Educação e Sociedade (e um pouco de Política também) de de António Carlos Cortez

Editor: Editora Guerra & Paz

Sinopse: Crítica Crónica reúne os textos que António Carlos Cortez escreveu no jornal Público desde 2011, abrangendo quase uma década de intervenção em nome da cultura e de uma educação ilustrada. Crónicas que nascem da crónica inclinação para pensar, criticar, partilhar inquietações. Neste livro a crónica é exame, análise, ponderação. Textos sobre o ensino do português, sobre a alienação que o digital promove, mas também textos sobre a escrita como coisa viva, gesto que procura pensar a polis. A Crítica Crónica marca a entrada do autor na difícil arte de fazer a crónica dos dias em tempo adverso à crítica como fazer de um pensamento.

"Descentralização e Poder Local em Portugal" de Filipe Teles

Editor: Fundação Francisco Manuel dos Santos

Sinopse: Descentralização: processo de transferência de competências, hoje exercidas pelo Estado central, para as autarquias. Debatido ao longo do tempo, é um dos temas mais relevantes na ciência política contemporânea e nas políticas públicas, essencial para a revisão do papel dos governos de proximidade e para a reforma da administração local em Portugal. Numa linguagem acessível e informativa, o presente ensaio clarifica o funcionamento do poder local e os motivos que conduzem a processos de descentralização. Esclarece tipos e formas de governação multinível e a diversidade e adequação de alternativas disponíveis para o caso português. Expõe argumentos a favor e contra a distribuição de poder. É um contributo aberto para respostas futuras a uma questão crucial: Portugal é, ou não, um país centralizado?

"O Regresso das Ditaduras?" de António Costa Pinto

Editor: Fundação Francisco Manuel dos Santos,

Sinopse: Sabia que, entre novas e antigas, as ditaduras comandam hoje mais de um terço do mundo? Pois é, os regimes autoritários estão de regresso, e impõe-se identificá-los e aos seus mecanismos. Cresceram em número, mas sobretudo em variedade. Destacam-se em quase todo o território da ex-URSS, assomam na Turquia e na Hungria e dominam potências como a Rússia e a China ou países com grande importância estratégica, como a Arábia Saudita, as Monarquias do Golfo ou a Venezuela. O presente ensaio apresenta e explica o mapa-mundo actual das ditaduras. Disseca os modos de dominação predominantes e salienta como, cada vez mais, os regimes autoritários “se vestem como democracias”. Assinala continuidades e mudanças e permite uma premente visão global do autoritarismo político contemporâneo, confirmando-o no pólo oposto da governação democrática.


"Como é Linda a Puta da Vida" de Miguel Esteves Cardoso


"A História Secreta dos Templários - Os grandes mistérios da mais famosa ordem militar do mundo" de Canal História

cardapio.pt @ 20-1-2021 18:29:00


Clique aqui para ver mais sobre: Notícias sobre Literatura e Livros