Novidades Livros (18 a 24 de Abril de 2024)

cardapio.pt @ 16-4-2024 11:10:00

Perfeito Inimigo de T L Swan

Editora: Alma dos Livros

Sinopse:  O meu passatempo favorito é enfurecer o meu chefe: Elliot Miles. O simples facto de ver aquela cara bonita a passar à minha frente faz despertar o meu sarcasmo. Prefiro nem saber como é que ele ganhou a reputação de galã ¿ afinal, se um milhão de mulheres o deseja, apesar do seu feitio, devo ser eu que estou errada.

Desgostosa com a minha vida amorosa, inscrevo-me numa aplicação de encontros com um nome falso. Começo a conversar com um homem chamado Edgar. Não faz o meu género e vive do outro lado do mundo, mas criámos uma amizade, rimos e confiamos um no outro.

Entretanto, as coisas vão ficando estranhas no trabalho. O Elliot começa a ser... atencioso. O seu olhar demora-se um pouco mais do que devia, e há nele um interesse que nunca senti. E, um dia, para a maior das surpresas, diz-me que a minha vulnerabilidade é encantadora. Mas quando é que fui vulnerável?

Entro em pânico! Será que o meu chefe anda a ler os meus e-mails para o Edgar? Raios, porque usei o meu e-mail do trabalho? Será que sabe o que penso dele realmente? Preferia morrer a ter de admiti-lo.

Ou, ainda pior: será possível que o homem que tanto me irrita e odeio na vida real seja o mesmo por quem me estou a apaixonar online?

O Mundo de S. J. Perelman Livro de bolso de S. J. Perelman

Editora: Tinta da China

Sinopse: «De entre todos os autores humoristas com quem trabalhei ou com quem falei ao longo dos anos, Perelman foi sempre o ícone mais reverenciado, o génio cómico mais amplamente imitado e o mais desanimador para qualquer aspirante a estilista de prosa divertida.» — Woody Allen «Charlie Chaplin, Woody Allen e Groucho Marx são bons exemplos de humoristas que se caracterizam por serem red nose por fora e white face por dentro — palhaços pobres na aparência (ou na pose, ou no tom) e palhaços ricos na substância. S. J. Perelman é um desses humoristas.

Qualquer pessoa é capaz de produzir um raciocínio interessante sobre os grandes temas. Mas não há muitos escritores que consigam ser irrepreensivelmente inteligentes, eruditos e divertidos quando falam de folhetos de instruções, jornais de apicultura ou traças. A prosa de Perelman é contida, não exclama, não tem consciência da sua própria graça. No fundo, a prosa de Perelman não ri. E é por isso que faz rir mais.» — Ricardo Araújo Pereira

Poupar com a Air Fryer Receitas económicas para todas as ocasiões de Jenny Tschiesche

Editora: Cultura Editora

Sinopse: Da mesma autora de Air Fryer: O Livro de Receitas, chega-nos uma IMPERDÍVEL coleção de receitas para todos os que desejam cozinhar bem para a família, e com um orçamento limitado.

Pap’ açôrda

Editora: Contraponto Editores

Sinopse: Em março de 1981, Fernando Fernandes e José Miranda, com a preciosa ajuda de Manuel Reis, inauguram o restaurante Pap'açôrda, trazendo uma lufada de ar fresco não só para a restauração, mas para a própria história de Lisboa.

Da decoração às fardas, do ambiente florido à ementa que há mais de 40 anos privilegia os produtos e a gastronomia portuguesa, o número 57 da Rua da Atalaia atraiu sempre grandes personalidades nacionais e estrangeiras da classe artística, política e empresarial.

Porém, «mudam-se os tempos, mudam-se as vontades», e após ter sido um dos agentes da transformação do Bairro Alto na década de 1980, o Pap’açôrda muda-se em 2016 para o primeiro andar do Mercado da Ribeira Time Out, mantendo os mesmos valores que fizeram desta casa uma referência presente nos mais prestigiados guias internacionais.

Para celebrar estas quatro décadas de sucesso, este livro resgata uma parte importante da memória da cidade.

Com textos de Miguel Esteves Cardoso, Clara Ferreira Alves, José Manuel dos Santos, Inês Meneses, Pedro Marques Lopes, Catarina Portas, Marco Martins e Maria João Seixas, além de comentários de Pedro Cabrita Reis, Ana Salazar, Patrícia Reis, Gisela João, Alexandre Melo, Pedro Bidarra, João Adelino Faria e Marcelo Rebelo de Sousa, o livro conta ainda com ilustração de André Carrilho e fotos de Carlos Pinto, Luísa Ferreira e Inês Gonçalves. A direção de arte é de Jorge Silva e a concepção e direcção do projecto têm a assinatura de Paula Ribeiro.

À semelhança de tudo o que o Pap’açôrda serve, desde a açorda que lhe dá o nome à mousse de chocolate, este livro é único. No entanto, além de um objeto distinto, constitui também um documento de inegável importância para a história contemporânea da cidade.

Chama de Ferro de Rebecca Yarros

Editora: Planeta

Sinopse: Todos esperavam que Violet Sorrengail morresse durante o seu primeiro ano na Escola de Guerra de Basgiath - Violet inclusive. Mas a Debulha foi apenas a primeira prova impossível, destinada a eliminar os fracos, os indignos e os infortunados.

Agora, começa o verdadeiro treino. E Violet já só pensa em como conseguirá superá-lo. Não é só por ser extenuante e brutal, concebido para levar ao limite a capacidade de resistência à dor dos cavaleiros, mas também por causa do novo vice-comandante, que tomou como sua missão pessoal mostrar a Violet o quão impotente e débil ela é - a menos que traia o homem que ama.

Apesar do seu corpo fraco e frágil, Violet possui uma mente engenhosa e uma vontade de ferro. E a liderança está a esquecer-se da lição mais importante que Basgiath ensinou a Violet: os cavaleiros de dragões fazem as suas próprias regras.

Contudo, este ano, a determinação em sobreviver poderá não ser o suficiente. Violet descobre o segredo escondido há séculos entre os muros da Escola. E nada, nem sequer o fogo dos dragões, pode ser suficiente para os salvar.

Depois do sucesso de Quarta Asa, o fenómeno internacional de que todos falam está de volta.

«O primeiro ano é quando alguns de nós perdem a vida. O segundo ano é quando os que sobrevivem perdem a humanidade.»

Xaden Riorson


Powerless de Elsie Silver

Editora: Clube do Autor

Sinopse: Sloane está secretamente apaixonada por Jasper desde que o conheceu, quando ele era um rapaz de olhos tristes e coração de ouro. Agora, homem feito, é um atleta prestigiado muito cobiçado pelo sexo feminino. Mas para a estrela do hóquei, a jovem é apenas sua amiga.

Quando os planos de Sloane se desmoronam no dia do seu casamento, só Jasper a pode salvar. E quando o mundo dele desaba, ela retribui o favor.

Quando estão juntos e sozinhos, os seus sentimentos entram em ebulição. Jasper não se sente apenas um amigo. Quando foi que deixou de olhar Sloane, e de a tocar, como amigo? Mas depois de tanto tempo, após tantas rejeições, Jasper terá de lhe provar que realmente a quer.

Prometo Falhar de Pedro Chagas Freitas

Editora: Oficina do Livro

Sinopse: Prometo Falhar é mais do que um livro. Depois de vender quase um milhão de exemplares em todo o mundo, depois de ser considerado o livro mais sublinhado de sempre, depois de gerar as mais variadas reacções pela sua originalidade desconcertante, depois de muitos milhões de partilhas das suas frases, dos seus textos icónicos, transformou-se numa obra de culto, daquelas que muitos milhares de pessoas dos quatro cantos do planeta mantêm na mesa-de-cabeceira.

Há em Prometo Falhar o amor absoluto, o amor total, o amor que nos une ao outro. O amor romântico, o amor dos pais, dos amantes, dos irmãos, dos amigos. O amor. O amor que acerta e falha, que é felicidade e tormento. O amor. Conheça-o. Porque ainda é cool amar.

O Amor Mora no Andar de Cima de Fátima Lopes

Editora: Planeta

Sinopse: Ana é uma escritora de sucesso. Os seus livros, campeões de vendas, fazem sonhar (e suspirar) as suas leitoras, com ingredientes infalíveis: homens de sonho, paisagens maravilhosas, frases motivadoras e histórias de amor apaixonantes. Mas a sua vida é bem diferente das páginas dos seus livros. E Ana está cansada de a viver.

Mora num prédio antigo em Lisboa. Trabalha, cumpre todos os seus deveres e obrigações e não se permite divertir. Porque carrega no coração um trauma do passado que não a deixa ser feliz. Tem como vizinhos um casal de velhotes a quem faz as compras semanais, que acompanha nos passeios de fim de semana. Foram o seu pilar há anos quando se mudou sozinha, com a filha pequena, para aquele prédio, com uma mala cheia de dor e incerteza.

Amigos tem poucos e não é dada a saídas, nem convívios, para além dos encontros com as suas leitoras. Mas a sua vida está prestes a sofrer uma mudança. Tem um livro que não consegue acabar; conhece uma leitora misteriosa cuja história a intriga; o charmoso diretor da sua editora não desiste de a conquistar e um novo vizinho que, de sorriso nos lábios, música no sotaque e simpatia natural, lhe desperta curiosidade.

Fátima Lopes, autora best-seller, traz-nos um romance surpreendente, onde aborda temas como a solidão, o tempo que dedicamos aos mais velhos, violência doméstica, o impacto dos traumas do passado, a beleza da vida e a esperança do renascimento.

Tarde Demais de Colleen Hoover; Tradução: Fernanda Semedo

Editora: TopSeller

Sinopse: Decidida a fazer de tudo para proteger as pessoas que ama, Sloan encontrou em Asa Jackson o apoio financeiro para ajudar a família e a estabilidade de que tanto necessitava. Mas o facto de Asa ser um reconhecido traficante de droga fez com que Sloan se visse obrigada a pôr muitas vezes em causa os seus princípios morais.

Com Sloan cada vez mais dependente dele, Asa começou a desenvolver por ela uma verdadeira obsessão, levando-a a recear esta perturbadora relação, a cada dia mais tóxica e perigosa e sem saída à vista.

Quando o misterioso Carter entra em cena, Sloan sente que algo estás prestes a mudar, mas nada lhe garante que ele não seja apenas mais um dos cúmplices de Asa.

Poderá Sloan confiar nele e enfrentar Asa, sabendo os riscos que corre? Ou estará ela já demasiado enredada em toda esta teia?

Rock Rendez Vous Uma história em imagens

Editora: Tinta da China

Sinopse: Mais do que a sala de espectáculos rock onde actuaram praticamente todos os músicos activos na década de 80, o Rock Rendez Vous é fundamental para compreender muito do que se escreveu, pensou e disse não só especificamente sobre a música em Portugal, mas sobre o próprio país, os jovens — um público ansioso «de modernidade» — e o futuro.

Todo o clube funcionava como plataforma de encontro para uma juventude filha do país recém-liberto, abrindo já caminho para o florescente Bairro Alto na segunda metade da década. A par do Marquee Club em Londres, do CBGB em Nova Iorque ou do Hacienda em Manchester, o nosso, que ficava na Rua da Beneficência 175 em Lisboa, foi dos poucos a atingir o estatuto de elemento central na identidade e na memória do meio musical.

Este livro propõe-se representar e fixar a essência do RRV — um lugar onde palco e plateia, pela sua energia, se confundem na disputa pela atenção do fotógrafo. Com coordenação de Luís Carlos Amaro. Fotógrafos: Rui Vasco, Peter Machado, Pedro Lopes, José Faísca, Fred Somsen, Céu Guarda, Álvaro Rosendo. Textos: Ana Cristina Ferrão, Pedro Félix

Deixemo-nos de Tretas A ilusão da comida saudável de Conceição Calhau

Editora: Contraponto Editores

Sinopse: Receitas fit para ficar healthy, superalimentos (ou superfoods, porque em inglês é mais chique) como as sementes de chia, bagas góji ou açaí, dieta disto e daquilo, smoothies para o organismo eliminar as toxinas (seja lá o que isso for), coma assim, coma assado (mas se for grelhado ainda é melhor…) — haverá alguma base científica nisto ou será tudo treta? E porque será que quanto mais sabemos sobre alimentação, pior comemos?

Neste livro, Conceição Calhau, uma das mais prestigiadas investigadoras do país na área da nutrição e saúde, deita por terra muitas das teorias que nos são «vendidas» sobre alimentação saudável e dietas milagrosas:

Será que devemos comer tudo cozido e grelhado?

Existem realmente alimentos «saudáveis»?

Terão as calorias assim tanta importância?

Qual o papel da microbiota intestinal e como podemos tratar dela?

Num país com tanto sol, porque temos níveis tão baixos de vitamina D?

E será que o problema é mesmo o leite ou aquilo que a vaca come?

Numa altura em que somos constantemente bombardeados com conselhos sobre alimentação «saudável» vindos de todo o lado — muitos deles sem qualquer base científica que os sustente e, por vezes, até perigosos —, este livro é o antídoto perfeito para que, em termos de nutrição, nos deixemos de ilusões e de tretas.


Carlos Gil - Um Fotógrafo na Revolução Nova edição de Carlos Gil

Editora: Editorial Caminho

Sinopse: Carlos Gil - Um Fotógrafo na Revolução, é um álbum fotográfico sobre o 25 de Abril e os primeiros anos da Revolução dos Cravos.

Editado em 2004, reedita-se agora com design renovado e com um novo capítulo, e que celebra, assim, os 50 anos do 25 de Abril.

O Que Ninguém Viu de Andrea Mara

Editora: Singular

Sinopse: Duas crianças entram num comboio. Mas só uma sai.

Ninguém viu o que aconteceu…

Acontece tudo muito depressa. Sive está em Londres, numa plataforma do metro apinhada, quando as filhas pequenas, mesmo à sua frente, entram na carruagem. No segundo seguinte, tenta juntar-se a elas, mas as portas fecham-se e a composição afasta-se, deixando-a sozinha no cais.

Todos estão a mentir…

Sive procura chegar rapidamente à estação seguinte, tentando convencer-se de que vai correr tudo bem. Porém, o pânico instala-se quando vê que, em vez de ter as duas filhas à sua espera, apenas a mais nova saiu do metro.

Alguém é culpado…

Será que a outra filha se perdeu? Foi levada por um estranho? Que aconteceu afinal naquela carruagem? Enquanto cada segundo conta para encontrar a pequena Faye, Sive terá de percorrer um caminho povoado de mentiras e meias-verdades capazes de fazer desmoronar a vida pacata e feliz que tanto lhe custou construir.

Saiba O Que Ninguém Viu neste thriller avassalador, onde os maiores medos de uma mãe são postos à prova a cada página, a cada segundo.

Aprender a Investir Estratégias comprovadas para multiplicar o seu dinheiro de Pedro Santos

Editora: Contraponto Editores

Sinopse: Há muito que se sabe que não rende ter as poupanças paradas no banco e que ter pais ricos ou ganhar o Euromilhões não é para todos. Então, como se pode ter e ganhar mais dinheiro? Partindo da sua experiência pessoal, Pedro Santos, que, em poucos anos, passou do típico «chapa ganha, chapa gasta» para ter praticamente metade do que necessita para se «reformar» antecipadamente, e se tornou um reconhecido educador financeiro, responde a esta pergunta num livro que nos abre a porta do mundo dos investimentos e nos ajuda a:

Mudar a mentalidade em relação ao dinheiro;

Construir hábitos financeiros saudáveis;

Compreender os vários tipos de investimentos;

Delinear uma estratégia para investir;

Compreender a relação entre risco e retorno e aprender a evitar os erros mais comuns;

Assegurar um segundo ordenado;

Preparar a independência financeira.

Numa linguagem acessível para quem quer saber mais sobre finanças pessoais, o especialista explica de forma detalhada os passos para começarmos a investir, mostrando que enriquecer está, afinal, ao alcance de todos.

Catarina e a Beleza de Matar Fascistas de Tiago Rodrigues

Editora: Tinta da China

Sinopse: Esta família mata fascistas. É uma tradição antiga que cada membro do núcleo familiar sempre seguiu. Hoje, reúnem-se novamente numa casa no campo, no Sul de Portugal. Uma das jovens da família, Catarina, vai matar o seu primeiro fascista, raptado de propósito para o efeito. No entanto, Catarina é incapaz de concretizar o homicídio ou recusa-se a fazê-lo. Estala assim o conflito, acompanhado de várias questões. O que é um fascista? Há lugar para a violência na luta por um mundo melhor? Podemos violar as regras da democracia para melhor a defender?

O espectáculo criado a partir deste texto, com encenação também de Tiago Rodrigues, foi apresentado com grande sucesso de crítica e público em várias salas portuguesas e em vários países, merecendo o Prémio de Melhor Espectáculo Estrangeiro em França e Itália. com posfácio de Gonçalo Frota. «E como é que começou tudo? Com a opiniãozinha. Explorando o medo e o preconceito. Mentindo. Manipulando. Criando a infra-estrutura da impunidade. Os alicerces do edifício fascista. Agora vale tudo. Porquê? Porque nós permitimos que eles continuassem a falar, a falar, a falar. Que nojo. Há anos a ouvi-los. Cada vez mais opiniões.

Cada vez mais vozes fascistas. E nós a ouvi-los. Uma náusea. Uma impotência. Uma vontade de matar. E queres tu que eu o deixe falar? Para fazer um dos seus discursos? As palavras são poderosas, Catarina. Devias saber isso. Os discursos que ele escreveu, agora são leis. Amanhã serão artigos da Constituição. E onde é que começou? Na opiniãozinha. A maldita opiniãozinha que ninguém teve a coragem de matar à nascença.»

De Nome, Esperança de Margarida Fonseca Santos

Editora: Oficina do Livro

Sinopse: São várias vozes, fios de muitas histórias ligados a um só nome: Esperança. Mulher reservada e inteligente, Esperança é uma pessoa perdida entre o que escreve e o que vê da realidade, o que viveu e o que talvez tenha acontecido. Carlos é um enfermeiro estagiário de psiquiatria que decide, assim que a conhece, tudo fazer para resgatá-la para uma vida integrada na sociedade, confrontando-se a cada passo com uma inquietação profunda: no coração da loucura, que espaço resta para a normalidade?

A resposta pode ser que a mente perturbada é um lugar desconhecido. Entrar nos seus domínios é percorrer um labirinto interior, um lugar de acesso restrito.

Num livro em que as várias vozes e os vários tempos se cruzam num emaranhado de expectativas, pensamentos e ilusões, acompanhamos o percurso da Esperança, para quem só existe esperança no nome.

Adeus para Sempre de Lesley Pearse

Editora: Edições Asa

Sinopse: Quando o marido de Betty Wellows regressa a casa após combater na Primeira Guerra Mundial, vem um homem diferente. Confuso e atormentado, está claramente a sofrer os efeitos da devastação que testemunhou nas trincheiras. Após uma penosa temporada em que a esperança dá lugar ao desespero, Betty percebe que já não há como salvar o seu casamento.

Num momento de coragem, Betty aproveita uma oportunidade para fugir, deixando tudo para trás. Sendo filha de um pescador, ela conhece apenas a pequena vila de Hallsands, no Devon, onde vivera. Agora, a coberto de uma nova identidade, sem dinheiro e sem ninguém, Betty repensa todas as suas escolhas, pois começar de novo não é tarefa fácil. E estava longe de imaginar que poderia envolver um assassinato…

Para sobreviver, Betty vai ter de continuar em fuga e rumar ao desconhecido.


Uma Boa História de Emily Henry

Editora: Quinta Essência

Sinopse: Daphne precisa de ter tudo planeado ao minuto. Milles é caótico e extrovertido. Eles mal se conheciam até serem trocados pelos ex. E agora têm um plano para se vingar.

Daphne sempre adorou a forma como o noivo, Peter, contava a história de ambos. Como se conheceram (num dia perfeito), se apaixonaram (por causa de um chapéu voador) e voltaram para a cidade natal dele, à beira do lago, para começar uma vida juntos. Ele era realmente bom a contá-la... até ao momento em que a trocou, na despedida de solteiro, pela melhor amiga de infância, Petra.

Agora Daphne tem de aprender a reescrever a sua história: sozinha, na pequena cidade de Waning Bay, Michigan, sem amigos ou família, mas com um emprego de sonho como bibliotecária infantil (que mal dá para pagar as contas) e sem sítio para viver. A solução? Ser companheira de casa da única pessoa que compreende aquilo por que está a passar: Miles Nowak, o ex-namorado de Petra.

Só que o impulsivo Miles, que adora ouvir canções de amor de partir o coração, é o oposto de Daphne, sempre tão pragmática. Não é a combinação perfeita, até que uma noite, enquanto afogam as mágoas em tequilas, traçam um plano. E se isso envolver publicar fotos enganadoras a fingir que são um casal, quem os pode culpar?

Mas, claro, é tudo a fingir, porque quem se atreveria a começar de novo com alguém que tem o coração tão partido como o seu?

Crime na Aldeia de Lourenço Seruya

Editora: Cultura Editora

Sinopse: Numa aldeia onde nada acontecia. Um crime fará tudo acontecer. Que segredos se escondem por entre as casas de xisto?

Na aldeia do Piódão, os dias passam devagar e toda a gente se conhece. Naquele recanto do distrito de Coimbra, é raro acontecer algo incomum.

Quando uma das habitantes da aldeia morre num desastre de viação, todos lamentam a infeliz tragédia. O piso estava molhado e a estrada era sinuosa, pelo que ninguém duvida de que se tratou de um despiste acidental.

No entanto, a peritagem feita ao automóvel apresenta uma conclusão inequívoca: o veículo foi sabotado... E o que começara por ser visto como um acidente, rapidamente se transforma numa investigação de homicídio.

Quando a Polícia Judiciária chega ao Piódão, toma conhecimento de que o carro acidentado não pertencia à vítima, levantando suspeitas sobre o verdadeiro alvo do assassino. Terá o plano corrido mal? Os testemunhos parecem camuflar cada vez mais a verdade, e o inspetor Bruno Saraiva não entende o que motivou aquela morte.

Até que surge uma nova informação sobre outro veículo...

A resolução do caso trará ao de cima uma realidade aterradora e uma incontornável certeza: depois daquele dia, a aldeia do Piódão nunca mais será a mesma.

Propaganda de Edward Bernays

Editora: Livros Zigurate

Sinopse: Edward Bernays estabeleceu as bases para aquilo a que chamamos marketing político. Recorreu à palavra «propaganda», criada pela Igreja Católica e entretanto desacreditada, para definir o modo como «um governo invisível manipula as nossas mentes, gostos e ideias.» É esse o mecanismo oculto que o propagandista analisa e com o qual trabalha.

Sobrinho de Sigmund Freud, Bernays soube ler como ninguém todos os modos de manipulação de massas e este livro tornou-se a bíblia do conselho em relações públicas, definição inventada pelo próprio. Foi ele também o criador de ferramentas hoje comuns na comunicação política e empresarial como o target mailing e o product placement. O mais reputado guru da comunicação em Portugal, Luís Paixão Martins, traduziu e organizou esta edição especial, dedicando à figura de Bernays, profeta dos propagandistas (no melhor sentido da palavra), um extenso ensaio inicial.

A Sociedade Muito Secreta dos Caminhantes Solitários de Rémy Oudghiri

Editora: Quetzal Editores

Sinopse: Ninguém suspeita da sua existência — e, no entanto, estão por toda a parte. Quem são esses caminhantes solitários que encontramos a passear nas praias, nas montanhas, ao longo de estradas desoladas, entre as sombras das florestas? Rémy Oudghiri, que tem vindo a dedicar-se a estudar as formas de nos isolarmos e procurarmos a solidão num mundo cada vez mais estereotipado, convida-nos a descobrir esses caminhantes inusitados.

Para isso, conta várias histórias de caminhantes e recorda o dia em que percebeu que pertencia a uma comunidade invisível - a das pessoas que caminham sozinhas, ao acaso. Desde a adolescência, dedicou-se a esta arte que tem representantes de prestígio, como Rousseau, Baudelaire, Pascal, Montaigne ou André Breton. Foi como sociólogo que iniciou uma investigação para conhecer esses caminhantes do acaso. Descobre então um mundo com personalidades coloridas: os andarilhos, os andarilhos dominicais, os místicos, os românticos, os fugitivos, os compenetrados, os disciplinados, os regulares, os sonhadores, etc. Este é o resumo de uma viagem para compreender a essência da caminhada solitária e o vínculo profundo e místico que une os membros desta sociedade tão secreta.

Falar Piano e Tocar Francês Arte, cultura e humanismo na era dos memes de Martim Sousa Tavares

Editora: Livros Zigurate

Sinopse: Partindo da sua experiência pessoal como artista e divulgador cultural, Martim Sousa Tavares convoca o leitor para uma reflexão sobre o modo como nos relacionamos com a arte nas suas múltiplas expressões: a cena de um filme de João César Monteiro, as subtilezas escondidas numa partitura de Monteverdi, o deslumbramento captado por um poema de Sophia, a paixão por Veneza, cidade a que regressa todos os anos.

A beleza pode não precisar de livro de instruções, mas a arte é uma forma de partilha onde o entusiasmo da mediação, o modo de ver, acrescenta significados ao objecto artístico, seja ele uma sinfonia, uma pintura ou um poema. É nesse diálogo permanente que este primeiro livro de Martim Sousa Tavares - assumindo os gostos do autor e não procurando ser consensual - pretende que seja o leitor a ter a última palavra.

Na Pele de Valéria de Elísabet Benavent

Editora: IN

Sinopse: Valéria é uma escritora de histórias de amor, tem três amigas, Nerea, Carmen e Lola, e vive em Madrid. Valéria ama Adrían até conhecer Víctor.

Mas o sexo, o amor e os homens não são alvos fáceis. Valéria chora, Valéria ri, Valéria anda...

Valéria é especial.

Tal como tu.


CoBrA - Operação Conacri Tomo 1 de Marco Calhorda; Ilustração: Zoran Jovicic

Editora: Ala dos Livros

Sinopse: Quase uma década depois da perda de Goa, no qual o CoBrA teve uma participação fulcral no engendrar do repatriamento para a Metrópole dos mais de 4.000 prisioneiros Portugueses detidos na India, o seu multifacetado e controverso líder Jorge Jardim vê o agudizar da Guerra Colonial na Guiné como uma oportunidade única para voltar a ganhar relevo dentro da máquina do estado português.

Apercebendo-se de que a política Por uma Guiné Melhor do General Spínola corre o risco de não passar de um paliativo, começa a posicionar o CoBrA para dinamizar e, posteriormente, apoiar uma ação militar única e de tal envergadura que leve a uma vitória final sobre os movimentos independentistas da Guiné.

CoBrA - Operação Conacri - Tomo 1 é uma obra de ficção, baseada em eventos históricos, que enquadram a evolução do sangrento e brutal conflito na Guiné nos finais dos anos setenta. O Tomo 2 retoma a trama nos eventos que antecederam e posteriormente levaram ao desastroso ataque à capital da Guiné Conacri em 1970.

Com argumento de Marco Calhorda e desenhos de Zoran Jovicic, a Ala dos Lirvos continua esta imperdível série de ficção histórica.

O que Nunca Muda Lições intemporais para a nossa vida pessoal e financeira de Morgan Housel; Tradução: Carlos Viana

Editora: Editorial Presença

Sinopse: Ser bem-sucedido no futuro não tem necessariamente que ver com prever o amanhã.

E se o segredo fosse, antes, olhar para o passado e identificar o que nunca muda?

Parecemos obcecados em antecipar, prever e compreender tudo o que o futuro nos reserva? Quase todos os dias. E, como sabemos, qualquer plano de investimento é, na melhor das hipóteses, um mero palpite sobre o que poderá acontecer, com base na observação sistemática do passado. No entanto, fazer previsões é difícil, se não impossível. Como os factos insistem em demonstrar, as mudanças são sempre imprevisíveis.

De que forma podemos ser mais realistas, pragmáticos, e conseguir, realmente, perspetivar a nossa vida pessoal e financeira de forma fidedigna? Olhando para o passado, sim, como já fazemos, mas com uma diferença fundamental: identificar o que nunca muda. Estranho? Morgan Housel, o multipremiado autor do bestseller internacional A Psicologia do Dinheiro, explica-nos.

O autor partilha as vinte e três lições intemporais que conseguiu identificar graças aos maiores e melhores exemplos que a História e os seus protagonistas nos legaram. Da invenção das primeiras armas nucleares à criação da Amazon, de T. E. Lawrence a Jack Welch, cada capítulo deste livro nos ensina um princípio fundamental que devemos seguir para separar o trigo do joio, aproveitar oportunidades e aprender a lidar com a dúvida, para que o futuro seja o palco do nosso sucesso pessoal e financeiro.

Lugar para Ti de Pedro Lúcio

Editora: Althum.com

Sinopse: Pedro Lúcio fala-nos, ou melhor, canta-nos e celebra-nos, de uma possível salvação, uma salvação daquela espécie das que nos aflora a pele nos momentos de procurar sem descanso uma definição de humano. Ao fazê-lo, aponta-nos uma direção, mas nunca nos determina um destino nem nos apressa a lá chegar, vai-nos antes alegorizando, em contrastes nítidos e disjuntivos, como se enchesse um vaso gota-a-gota, todos os impasses com que nos deparamos nas próprias disjunções da rota…

A Gratidão Transforma Uma nova vida em 33 dias de Marcia Luz

Editora: Mcsill Media

Sinopse: Não consigo me conformar com a escassez de recursos financeiros, com o sofrimento e com a doença. Sei que coisas ruins também acontecem para pessoas boas, mas isso precisa ser uma oportunidade de aprendizagem, e não um destino do qual não se pode escapar.

Então, se existe uma forma para construção de uma nova realidade, fiz questão de conhecê-la mais profundamente e assim colocar esse conhecimento à disposição daqueles que cruzarem o meu caminho. E se este livro, de alguma forma, chegou até suas mãos, sinto-me comprometida com os seus resultados.

Vamos trabalhar juntos na construção da vida que você deseja e merece. Serão 33 dias de jornada no incrível universo da Gratidão para transformar o seu destino. Só preciso que você venha comigo.

Como alcançar a excelência Desenvolva os hábitos mentais dos melhores performers do mundo para liderar e vencer de Eric Potterat e Alan Eagle

Editora: Ideias de Ler

Sinopse: Passar de bom a excelente, ambicionar por mais e melhor e alcançar a realização plena depende, sobretudo, da abordagem mental de cada um. O curioso é que a capacidade para desenvolver uma mentalidade de excelência não é inata ao ser humano: é 100% aprendível, como demonstram os melhores performers do mundo.

Em Como alcançar a excelência, através de inúmeras histórias reais e exemplos simples e de aplicação prática, Eric Potterat – um dos principais psicólogos de desempenho do mundo – e Alan Eagle levarão o leitor a descobrir e a dominar as cinco capacidades mentais do alto desempenho:

Valores e Objetivos

Mindset

Processo

Tolerância à Adversidade

Equilíbrio e Recuperação

Através destas cinco rotinas mentais, que a ciência já comprovou serem essenciais para quem quer deixar de ser apenas mais um, ficará na posse de ferramentas que o levarão a alcançar novos patamares de excelência, tanto na vida pessoal como profissional.

"Quando pesquisa no Google "como ser um grande performer", Como alcançar a excelência deverá ser o primeiro resultado. Os líderes da atualidade têm de pensar e agir contemplando a mudança constante. Faço o desafio para que alcancem a excelência agora, e fiquem preparados para um futuro espantoso."

Eric Schmidt, antigo CEO e Presidente da Google

Os Rapazes dos Tanques de Adelino Gomes e Alfredo Cunha

Editora: Porto Editora

Sinopse: Os Rapazes dos Tanques oferece-nos imagens e testemunhos exclusivos dos homens que estiveram frente a frente no Terreiro do Paço e no Carmo, no dia 25 de Abril de 1974. As fotografias de Alfredo Cunha e as entrevistas conduzidas por Adelino Gomes levam-nos a (re)viver aquelas horas e a percebermos as dúvidas, os receios, a ansiedade, a tensão, a esperança, as alegrias vividas por cidadãos que, depois desse dia, regressaram, na maior parte dos casos, ao anonimato. E a conhecer, também, o olhar que esses homens têm sobre o país quarenta anos depois.

Este livro dá voz, pela primeira vez, a furriéis e cabos que não obedeceram às ordens de fogo do brigadeiro comandante das forças fiéis ao regime - um ato de justiça aos que estando, numa primeira fase, na defesa do regime arriscaram a vida e souberam estar à altura do desafio.

Os Rapazes dos Tanques é uma homenagem aos homens da Cavalaria que acabaram com 48 anos de ditadura, em especial, ao capitão Salgueiro Maia.

«A segunda edição deste livro constitui, para nós, motivo de tripla satisfação. Restituiu ao leitor o brilho original das fotos, inevitavelmente afetado pelas quatro reimpressões que se seguiram – a primeira logo uma semana após o lançamento, em Março de 2014. Permitiu a correção direta no texto de gralhas e erros, e a atualização de dados biográficos (uns, celebrando a vida; outros, lamentando a morte). E criou a oportunidade aos entrevistados de proporem acrescentos ou substituições nas respostas às perguntas feitas a todos sobre o Melhor e o Pior do 25 de Abril de 1974 e as Figuras que mais admiravam.» [Os Autores]

Manhattan Transfer de John dos Passos; Tradução: João Martins

Editora: Editorial Presença

Sinopse: Considerado por muitos a mais importante obra de um dos maiores escritores norte-americanos do século XX, Manhattan Transfer é um retrato de Nova Iorque que inaugurou uma nova era no romance moderno.

Publicado originalmente em 1925 e, pouco depois, alvo de elogios de nomes incontornáveis da literatura, como Hemingway e Sartre, Manhattan Transfer é o grande retrato de Nova Iorque no início do século XX; é também, pela genialidade do seu alcance social e cultural, pela mescla das personagens que parecem caminhar pela narrativa em linhas tão diferentes e, porém, paralelas, o grande retrato de um país.

Longe do romance tradicional, John dos Passos quebra os espartilhos do género e inspira uma nova geração de escritores e leitores com uma história que capta fielmente o espírito da cidade, ampliando e fechando o plano, como um realizador, sobre uma galeria de gente vivíssima - pobres, emigrantes, trabalhadores, símbolo das enormes e fascinantes contradições que alimentaram a metrópole e a transformaram na máquina que criou, engoliu ou regurgitou o grande sonho americano.

cardapio.pt @ 16-4-2024 11:10:00


Clique aqui para ver mais sobre: Notícias sobre Literatura e Livros